A dança e seus significados na comunidade Quilombola Kalunga em Goiás/Brasil

Inexistente.

Autores

  • Rosirene Campelo dos Santos Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiânia, Goiás, Brasil, rosi.dance14@gmail.com https://orcid.org/0000-0002-9200-9963
  • Reigler Siqueira Pedroza Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiânia, Goiás, Brasil, reigler@hotmail.com https://orcid.org/0000-0003-2663-5218
  • Dulce Maria Filgueira de Almeida Universidade de Brasília (UNB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, dulce.filgueira@gmail.com https://orcid.org/0000-0003-2352-5478

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v24.65166

Palavras-chave:

Dança. Festa. Grupos Étnicos.

Resumo

Este estudo busca analisar os processos de transição que vêm ocorrendo na vida cotidiana da comunidade Kalunga em relação à percepção das danças entre as gerações de idosos e jovens. Foi realizada uma pesquisa etnográfica utilizando entrevistas e observação direta na comunidade. A interpretação ocorreu com base em autores que discutem o tema no campo das ciências sociais no diálogo com a educação física. Como conclusão, podemos afirmar que os corpos se entrelaçam nas festas e danças e promovem diálogos de dança estabelecidos entre gerações. O sistema ritual, constituído por festas e danças, revela os sentidos e significados das danças como uma estratégia de resistência cultural, permitindo a reconstrução do passado e a re-significação do presente deste grupo social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosirene Campelo dos Santos, Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiânia, Goiás, Brasil, rosi.dance14@gmail.com

Possui licenciatura em Educação Física pela FEFD/UFG, especialização em Pedagogias da Dança pelo CEAFI/PUC, Educação Física Escolar FEFD/UFG, Treinamento Desportivo/ESEFFEGO-UEG e mestrado em Educação Física pela UNB. Atuou como professora de Educação Física na Rede Municipal de Educação de Goiânia e como professora concursada em Dança pela Rede Estadual de Educação de Goiás. Atualmente é professora efetiva da Universidade Estadual de Goiás, campus Goiânia/ESEFFEGO na área de Dança, Jogos, Brinquedos e Brincadeiras e Estágio em Educação Física. É Coordenadora dos Projetos de Extensão: 1) Corpo, Cultura e Diversidade 2) Corpo, Movimento e Infâncias e do Projeto de Pesquisa "Dança e Educação Infantil: desafios e possibilidades" UEG/ESEFFEGO. Foi Coordenadora Adjunta de Estágio. Participa do NUPICC Núcleo de Pesquisa e Investigações Cênicas Coletivo 22 da Faculdade de Educação Física e Dança da UFG.

Reigler Siqueira Pedroza, Universidade Estadual de Goiás (UEG), Goiânia, Goiás, Brasil, reigler@hotmail.com

Graduado em Educação Física pela FEF/UFG (2005), especialista em Educação Física Escolar (2009) pela mesma instituição, mestre em Antropologia Social pela Faculdade de Ciências Sociais da UFG (2013) e cursando doutorado em Educação Física pela FEF/UnB. É docente efetivo (dedicação exclusiva) no campus Escola Superior de Educação Física e Fisioterapia do Estado de Goiás da Universidade Estadual de Goiás (ESEFFEGO/UEG) ministrando as disciplinas de "Estágio Curricular Supervisionado I" e "Antropologia e Educação Física". Integrante do LAPELEC (Laboratório de Pesquisa em Lazer, Esporte e Estudos do Corpo) - sediado na ESEFFEGO/UEG e do NECON (Núcleo de Estudos Corpo e Natureza) - sediado na FEF/UnB. Atualmente desenvolve pesquisas sobre cultura Afro-brasileiras em comunidades tradicionais (quilombolas) analisando seus Rituais e Performances para o desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras nas aulas de educação física escolar.

Dulce Maria Filgueira de Almeida, Universidade de Brasília (UNB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, dulce.filgueira@gmail.com

Professora Titular da Universidade de Brasília, atuando na Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília, na graduação e na pós-graduação. Realizou estágio sênior na Universidade de Estrasburgo/França, sob a supervisão de David Le Breton (2018), bem como Pós-doutorado na Universidade de Maryland/EUA (2014-2016 - bolsa do CNPq) e na Universidade de Salamanca/ES (bolsa CAPES). Possui doutorado em Sociologia pela Universidade de Brasília (2001 - bolsa do CNPq); Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba (1996 - bolsa CNPq); Bacharelado em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba (1993) e Bacharelado em Direito pela Universidade Estadual da Paraíba (1994). Foi Coordenadora do curso de graduação em Educação Física da Universidade de Brasília e Vice-Presidente do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, além de Diretora Financeira da entidade. É vice-presidente do Research Committe 54 The body in the Social Sciences da Associação Internacional de Sociologia (ISA) e é coordenadora do GTT Corpo e Cultura do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (2019-2021), além de coordenar o Núcleo de Estudos do Corpo e Natureza - Grupo de pesquisa certificado pelo CNPq (2002-atual) e é membro do Núcleo da Rede Cedes do Distrito Federal. Desenvolve pesquisas nas áreas: sociologia do corpo, direitos humanitários e políticas públicas.

Downloads

Publicado

13-08-2021

Como Citar

Campelo dos Santos, R., Siqueira Pedroza, R., & Maria Filgueira de Almeida, D. (2021). A dança e seus significados na comunidade Quilombola Kalunga em Goiás/Brasil: Inexistente. Pensar a Prática, 24. https://doi.org/10.5216/rpp.v24.65166

Edição

Seção

Artigos Originais