NOVAS TECNOLOGIAS E NOVAS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DO PROFESSOR NAS ACADEMIAS DE GINÁSTICA

Autores

  • Roberto Pereira Furtado UEG-ESEFFEGO

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v10i2.1110

Palavras-chave:

Academia, Tecnologia, Trabalho

Resumo

A partir de um estudo de caso realizado em uma grande academia de Goiânia, trago este recorte com o objetivo de compreender como as transformações tecnológicas nas academias de ginástica têm influenciado a organização do trabalho neste espaço. A pesquisa foi desenvolvida no primeiro semestre de 2004. Para coleta de dados foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com professores da academia pesquisada. A academia escolhida, cujo nome fictício será Academia X, foi a que representa o que há e mais avançado nesse ramo de atividade em Goiânia. Assim, poderão ser apontadas algumas tendências para as demais academias de acordo com os resultados obtidos. Isso só é possível porque a tendência das academias menos desenvolvidas é acompanhar as mais desenvolvidas. PALAVRAS-CHAVE: academia – tecnologia – trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Pereira Furtado, UEG-ESEFFEGO

Licenciado em Educação Física e atualmente professor do curso de Educação Física da Universidade Estadual de Goiás - unidade universitária de Goiânia - ESEFFEGO; Mestrando do programa de pós-graduação em educação da Universidade Federal de Goiás pertencente a linha de pesquisa "Educação, trabalho e movimentos sociais".

Downloads

Publicado

2007-09-13

Como Citar

FURTADO, R. P. NOVAS TECNOLOGIAS E NOVAS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DO PROFESSOR NAS ACADEMIAS DE GINÁSTICA. Pensar a Prática, Goiânia, v. 10, n. 2, p. 139–154, 2007. DOI: 10.5216/rpp.v10i2.1110. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fef/article/view/1110. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais