Startups e o consumo de comunicação: possibilidades por variáveis de influência em redes sociais digitais

Autores

  • Laís Karla da Silva Barreto Universidade Potiguar
  • Alípio Ramos Veiga Neto Universidade Potiguar
  • Francisca Simonely de Vasconcelos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN
  • Raquel Priscyla da Silva Costa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v20i2.46990

Palavras-chave:

Redes Sociais. Startups. Comunicação.Variáveis de influência.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo identificar as variáveis de influência das redes sociais digitais no consumo de comunicação promovido pelas startups. O referencial teórico baseou-se no estudo das relações entre redes sociais digitais e comunicação, e análise conceitual e crítica das startups. A investigação se deu por estudo de casos múltiplos, no qual para obter as informações necessárias foram realizadas entrevistas semiestruturadas, aplicadas em ambiente virtual, com oito startups. Verificou-se que para identificar as variáveis se fez necessário a criação de três categorias, e destas originaram-se as seguintes variáveis: comunicação, relacionamento, divulgação, velocidade, clientes (internautas ou usuários), interatividade, abrangência, custo, diagnóstico, conteúdo, publicações e monitoramento. As respostas vindas das startups, contribuíram para entendimento sobre redes sociais digitais, startups e comunicação através das variáveis criadas por essa triangulação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laís Karla da Silva Barreto, Universidade Potiguar

Possui Doutorado e Mestrado pelo Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem/ Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Realizou Especialização em Práticas Pedagógicas no Ensino Superior/ Universidade Potiguar e é graduada em Jornalismo, Rádio&TV e Letras pela UFRN. Atualmente integra o quadro docente do Mestrado Profissional em Administração / Universidade Potiguar (conceito 4). 

Alípio Ramos Veiga Neto, Universidade Potiguar

Psicólogo com doutorado na área comportamental. Pesquisas em Mídias Sociais, Marketing Ambiental, Inovação, Estratégias de Negócios, Comportamento do Consumidor, Análise do Comportamento e Psicologia Evolutiva. Atualmente é Coordenador do Programas do Doutorado em Administração e docente permanente no Mestrado em Psicologia Organizacional da Universidade Potiguar (Natal), programas que criou e aprovou. Atua como Consultor da CAPES para a área de Administração, é líder em Grupos de Pesquisa do CNPq e é membro do Conselho Técnico e Científico da FAPERN (Fundação de Amparo à Pesquisa do RN). 

Francisca Simonely de Vasconcelos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN

Graduação em Administração, pela UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2009). MBA em Administração Financeira, pela UNIRN - Liga de Ensino do Rio Grande do Norte (2014). Experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Pública. Diretora de Administração do IFRN/Campus Macau.

Raquel Priscyla da Silva Costa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN

Mestranda em Administração. Possui Pós-graduação em Gestão Estratégica de Negócios pelo Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN) e graduação em Secretariado Executivo pela Faculdade de Ciências, Cultura e Extensão do Rio Grande do Norte (FACEX). Atualmente integra o quadro de servidores técnicos administrativos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN.

Referências

ASKOOL, S., JACOBS, A; NAKATA, K. (2011) A method of analysing the use of social networking sites in business. In: Cruz-Cunha, M. M., Gonçalves, P., Lopes, N., Miranda, E. M. and Putnik, G. D. (eds.) Handbook of Research on Business Social Networking: Organizational, Managerial, and Technological Dimensions. IGI Global, pp. 119-139.

CASTELLS, M. (2003). A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra.

COULTER, K.; ROGGEVEEN, S. A (2012). Like it or not. Management Research Review, Vol. 35 Iss 9 pp. 878 – 899.

RECUERO, R. (2009). Redes sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina.

RIES, E (2012). A startup enxuta: Como os Empreendedores Atuais Utilizam a Inovação Contínua para Criar Empresas Extremamente Bem-sucedidas. São Paulo: Lua de Papel.

Downloads

Publicado

30-11-2017

Como Citar

BARRETO, L. K. da S.; VEIGA NETO, A. R.; DE VASCONCELOS, F. S.; COSTA, R. P. da S. Startups e o consumo de comunicação: possibilidades por variáveis de influência em redes sociais digitais. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 20, n. 2, p. 45–58, 2017. DOI: 10.5216/ci.v20i2.46990. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/46990. Acesso em: 27 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos