O Espelho e os Narcisos - A imagem do público entre os jornalistas goianos

Autores

  • José Eduardo Mendonça Umbelino
  • Luis Antônio Signates Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v20i2.43063

Palavras-chave:

Estereótipo. Construção da realidade. Campo jornalístico

Resumo

Uma vez que a comunicação midiática potencializa a indefinição do interlocutor e distancia os contextos daqueles que produzem e dos que consomem as informações, parte-se da premissa de que o jornalista precisa construir a imagem de quem o lê. Desse modo, foram entrevistados jornalistas dos dois principais jornais goianienses, com o intuito de aferir como eles tratam, definem e analisam seu público-leitor, e averiguar se existiria uma imagem de leitor compartilhada por todos, que independesse da empresa, das funções e da história pessoal de cada um dos entrevistados. A pesquisa demonstrou como é imprescindível analisar aquilo que os jornalistas pensam, e aquilo em que acreditam, para melhor compreender as bases do comportamento midiático na sociedade atual.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-11-30

Como Citar

UMBELINO, J. E. M.; SIGNATES, L. A. O Espelho e os Narcisos - A imagem do público entre os jornalistas goianos. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 20, n. 2, p. 152–170, 2017. DOI: 10.5216/ci.v20i2.43063. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/43063. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos