A comunicação impressa nas áreas de proteção ambiental - estudo sobre o jornal da APA Lagoa Encantada, Ilhéus-Ba

Autores

  • Eliana Cristina Paula Tenório de Albuquerque Universidade Estadual de Santa Catarina (UESC)

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v6i2.24208

Palavras-chave:

Comunicação ambiental. Jornalismo ambiental. Estudo de conteúdo.

Resumo

 

A Área de Proteção Ambiental da Lagoa Encantada, instalada no município de Ilhéus-BA, abrange uma população superior a 23 mil pessoas, onde é aplicado produto comunicacional impresso, com a justificativa de informar, educar e sensibilizar os moradoras para a conservação ambiental e a sustentabilidade. Este trabalho, ainda inicial, busca analisar se a estratégia de comunicação desenvolvida ali, por meio do jornal da APA, é adequada à capacidade de recepção dos moradores daquele entorno - onde, segundo o IBGE, há 60% de analfabetos. Para tanto, toma como referência metodológica os aportes de Bauer e Gaskell (2002) sobre pesquisas qualitativas envolvendo textos, e enfatiza a análise de conteúdo do veículo em questão, no período compreendido entre janeiro e abril deste ano.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliana Cristina Paula Tenório de Albuquerque, Universidade Estadual de Santa Catarina (UESC)

Mestranda no curso de Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente da UESC.

Downloads

Publicado

2013-05-14

Como Citar

ALBUQUERQUE, E. C. P. T. de. A comunicação impressa nas áreas de proteção ambiental - estudo sobre o jornal da APA Lagoa Encantada, Ilhéus-Ba. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 6, n. 2, p. 48–61, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v6i2.24208. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/24208. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos