Newsmaking in Portuguese: uma discussão das hipóteses de Gaye Tuchman no contexto brasileiro

Autores

  • Aldenor da Silva Pimentel Universidade Federal de Goiás
  • Ana Carolina Rocha Pessôa Temer Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v15i2.23116

Palavras-chave:

Teorias do Jornalismo. Gaye Tuchman. Newsmaking. Jornalismo criminal.

Resumo

Este artigo tem por objetivo discutir a difusão das ideias da socióloga estadunidense Gaye Tuchman na área da Comunicação nos países lusófonos, em especial no Brasil. Para tanto, foi realizada pesquisa bibliográfica dos trabalhos em Língua Portuguesa da autora e de pesquisadores cujas publicações a referenciam. Os principais conceitos desenvolvidos por Tuchman serão aqui expostos e utilizados para a análise do fenômeno da cobertura jornalística da execução sumária de acusados e suspeitos de crimes hediondos de estupro e homicídio qualificado de criança, adolescente e mulher.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aldenor da Silva Pimentel, Universidade Federal de Goiás

Mestrando em Comunicação pela UFG, com mestrado sanduíche pela Unisinos. Graduado em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, pela UFRR, especialista em Comunicação, Assessoria de Comunicação e Novas Tecnologias, pela Facinter, e especialista em Docência no Ensino Superior, pelas Faculdades de Educação Montenegro.

Ana Carolina Rocha Pessôa Temer, Universidade Federal de Goiás

Doutora e Mestre em Comunicação Social pela UMESP. Professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Facomb-UFG.

Downloads

Publicado

2013-06-11

Como Citar

PIMENTEL, A. da S.; TEMER, A. C. R. P. Newsmaking in Portuguese: uma discussão das hipóteses de Gaye Tuchman no contexto brasileiro. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 15, n. 2, p. 116–132, 2013. DOI: 10.5216/c&i.v15i2.23116. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/23116. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos