Um jogo sem final: a relação Lasier Martins e MST no contexto da recepção

Autores

  • Vilso Junior Santi PUC-RS

DOI:

https://doi.org/10.5216/c&i.v13i2.20711

Palavras-chave:

Estudos de Recepção. Telejornalismo de Opinião. MST.

Resumo

O presente trabalho buscou avaliar e entender o processo de recepção (via produção de sentido) num grupo de agricultores assentados vinculados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Com a finalidade de avaliar qualitativamente o resultado do embate, através de uma abordagem multiperspectívica - que envolveu os postulados de Douglas Kellner (2001), de Jesús Martín-Barbero (1997) e de Guillermo Orozco Gómez (2000) - o estudo promoveu o encontro das falas do comentarista Lasier Martins no Jornal do Almoço da RBS TV, acerca do MST e suas ações, com os enunciados dos próprios assentados, integrantes do Movimento, em torno dos posicionamentos do referido comentarista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vilso Junior Santi, PUC-RS

Jornalista graduado pela UCPel; Mestre em Comunicação Midiática pela UFSM eDoutorando em Comunicação Social pela PUC-RS.

Downloads

Publicado

19-10-2012

Como Citar

JUNIOR SANTI, V. Um jogo sem final: a relação Lasier Martins e MST no contexto da recepção. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 13, n. 2, p. 41–56, 2012. DOI: 10.5216/c&i.v13i2.20711. Disponível em: https://revistas.ufg.br/ci/article/view/20711. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos