As redes do Entremundos: imagens de migrantes goianienses numa metrópole dos EUA - DOI 10.5216/ag.v5i3.16697

Autores

  • Pablo Sebastian Moreira Fernandez UFG
  • Eguimar Felício Chaveiro UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v5i3.16697

Resumo

A intenção deste texto é apresentar reflexões sobre as imagens e práticas espaciais de migrantes goianienses (provindos da Região Metropolitana de Goiânia) que se fixaram na Região Metropolitana da Bay Area de San Francisco – Califórnia – EUA. Práticas espaciais que são impressas e fazem circular certas imagens metropolitanas: expressões da ambiguidade e das contradições – “do estar entre lugares” – comuns ao ser migrante, e que têm ganhado relevância pelo expressivo número de goianos, vivendo hoje, nesta metrópole. Entendendo a imagem migrante como expressão de culturas e geografias, agente produtor de discursos e falas sobre os lugares, conforme as considerações de Ferraz (2009), Gomes (2008), Oliveira Junior e Seeman (2009), empreendemos um estudo sobre a migração internacional nestas “redes de entremundos”. Imagens que perseguimos, que se apresentam repletas de significados e saberes espaciais, que circulam por meio de redes sociais complexas e aceleradas, e são partes das estratégias de sobrevivência utilizadas por estes sujeitos no processo de saída, de trânsito e de fixação, e que são aqui vistas a partir de uma leitura geográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-27

Como Citar

FERNANDEZ, P. S. M.; CHAVEIRO, E. F. As redes do Entremundos: imagens de migrantes goianienses numa metrópole dos EUA - DOI 10.5216/ag.v5i3.16697. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 5, n. 3, p. 110–126, 2011. DOI: 10.5216/ag.v5i3.16697. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/16697. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos