DRAMATURGIA ENTRE SOM, SILENCIO E RUÍDOS

A polifonia dos elementos em Heiner Goebbels

Autores

  • Elcio Levi Brandão Diniz UTFPR

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v5i1.59606

Resumo

O presente texto traz uma reflexão sobre o uso dos elementos do som em composições musicais e teatrais em que se busca desestabilizar as hierarquias dos elementos da cena.  Para melhor compreensão das articulações entre conceitos como Polifonia da Cena e Dramaturgia da Percepção, a pesquisa detém-se primeiramente nos apontamentos feitos por José Miguel Wisnik sobre o som, o silêncio e o ruído. São observados alguns tópicos do Serialismo e do Minimalismo buscando-se encontrar suporte para a análise de algumas obras de Heiner Goebbels. Assim, além da análise de vídeos de espetáculos, os estudos de Hans-Thies Lehmann (2007) e Luiz Felipe Reis (2016) sobre Goebbels foram importantes referências bibliográficas que colaboram para esta pesquisa. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARTAUD, Antonin. O teatro e seu duplo. Trad. Teixeira Coelho. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

ALBET, Montserrat. Música Contemporânea. Trad. Luís Amaral e Irineu Garcia. Rio de Janeiro: Salvat, 1979.

ALMEIDA, Gil Roberto Gomes de. Diferença voz glossolalia artaud performance. Dissertação de Mestrado em Artes - Universidade de Brasília, Brasília, 2015. Disponível em:<http://www.repositorio.unb.br/handle/10482/20318>. Acesso em:10 Jul. 2017.

BARCHELOR, David. Minimalismo. Trad. Celia Euvaldo. São Paulo: Cosac & Naify, 1999.

COSTA, Tiago Bartolomeu. Entrevista com Heiner Goebbels: "O meu teatro não existe como símbolo de qualquer coisa". Público, 2013. Disponível em: <https://www.publico.pt/2013/12/03/culturaipsilon/noticia/o-meu-teatro-nao-existe-como-simbolo-de-qualquer-coisa-1614853>.Acesso em: 05 Ago. 2017.

GOEBBELS, Heiner. Estética da ausência: questionando pressupostos básicos nas artes performativas. Questão de Crítica. Vol. VIII, n. 66, 2015. Disponível em:<http://www.questaodecritica.com.br/2015/12/estetica-da-ausencia/>. Acesso em: 05 Jul. 2017.

LEHMANN, Hans-Thies. Teatro pós-dramático.Trad. Pedro Süssekind. São Paulo: Cosac & Naify, 2007.

REIS, Luiz Felipe. Heiner Goebbels - Polifonia cênica como política da forma: um gesto estético contra a hierarquia da cena e dos sentidos. Questão de Crítica. Vol. IX, n. 67, 2016. Disponível em:<http://www.questaodecritica.com.br/2016/04/heiner-goebbels/>. Acesso em 05 Ago. 2017.

WISNIK José Miguel. O som e o sentido. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

Downloads

Publicado

2019-07-31

Como Citar

DINIZ, E. L. B. DRAMATURGIA ENTRE SOM, SILENCIO E RUÍDOS: A polifonia dos elementos em Heiner Goebbels. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 5, n. 1, p. 166–193, 2019. DOI: 10.5216/ac.v5i1.59606. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/59606. Acesso em: 21 maio. 2024.