O CORPO BANDEIRA - SUJEITO FEMININO, OBJETO DE ARTE

Autores

  • Brisa Rodrigues UERJ

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v3i1.46634

Palavras-chave:

Feminismo. Bandeira. Corpo. Reivindicação.

Resumo

Este artigo faz um apanhado histórico sobre o movimento feminista para apresentar o conceito de “corpo bandeira”, a partir das manifestações feministas que utilizam o corpo da mulher como sujeito e objeto de reivindicação. Defende que as manifestações feministas em passeatas são performances que ajudam a construir a história a partir de perspectivas pessoais e coletivas das mulheres. O artigo discute ainda a importância das novas mídias sociais para a renovação do movimento feminista, pelo uso das plataformas de rede para propagar ideias e experiências de mulheres que decidem expor suas histórias como manifesto. Apresenta, portanto a nova onda feminista, o “Feminismo Pop”.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Brisa Rodrigues, UERJ

Mestranda em arte e cultura contemporânea pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), sob orientação da Profa. PhD. Luciana Lyra.  Graduada em interpretação teatral pela UFBA. Artista-pesquisadora do Coletivo Ponto Zero (BA/RJ).

Referências

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. 3ª edição. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

FELDENKRAIS, Moshe. Consciência pelo movimento. Tradução de Daisy A. C. Souza. São Paulo: Summus, 1977.

GOMES, Carla; SORJ, Bila. Corpo, geração e identidade: A marcha das vadias no Brasil. Soc. estado. vol.29 no.2 Brasília May/Aug. 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010269922014000200007&script=sci_arttext#back1> Acesso em: 07 de mar. 2015.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A fenomenologia da percepção. Tradução de Carlos Alberto Ribeiro de Moura. 2ª edição. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

RANCIÉRE, Jacques. A partilha do sensível. Tradução de Monica Costa Neto. 2º edição. São Paulo: EXO experimental org, 2009.

SCHECHNER, Richard; LÍGIERO, Zeca (org.). Performance e antropologia de Richard Schechner. Tradução de Augusto Rodrigues da Silva Junior. 1º edição. Rio de Janeiro: Mauad X, 2012.

Downloads

Publicado

2017-07-31

Como Citar

RODRIGUES, B. O CORPO BANDEIRA - SUJEITO FEMININO, OBJETO DE ARTE. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 3, n. 1, p. 043–054, 2017. DOI: 10.5216/ac.v3i1.46634. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/46634. Acesso em: 29 fev. 2024.