O Mamulengo em Cena no Contexto Contemporâneo

Autores

  • André Carrico Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, Brasil.

Resumo

A presença do Mamulengo no circuito cultural do Sudeste, por intermédio de bonequeiros migrantes pernambucanos, faz com que esse gênero de Teatro de Bonecos já não obedeça apenas aos valores da tradição de sua origem, na Zona da Mata. Por meio da análise do trabalho de três companhias (Teatro de Mamulengo de Valdeck de Garanhuns, Mamulengo da Folia e Grupo Imaginário), o presente artigo busca apresentar as mudanças ocorridas no gênero, vinculadas à formação e atuação dos brincantes, sua dramaturgia e seus códigos de representação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Carrico, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, Brasil.

ANDRÉ CARRICO é Pós-Doutorando pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP. Doutor (2013) e mestre (2004) em Artes (Teatro) pela Universidade Estadual de Campinas e graduado (1996) em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Membro do Grupo de Pesquisa: Letra e Ato.

Referências

ALCURE, Adriana Schneider. A Zona da Mata é rica de cana e brincadeira: uma etnografia do Mamulengo. 1997. 361 f. Tese (Doutorado em Antropologia) - Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

ARISTÓTELES. Arte retórica e arte poética. Rio de Janeiro: Ediouro, 1998.

BELTRAME, Valmor N.; MORETTI, Gilmar A. Apresentação: reflexões sobre as práticas do teatro de bonecos popular. Móin-Móin, Jaraguá do Sul, n. 3, p. 11-15, 2007.

BORBA FILHO, Hermilo. Fisionomia e espírito do Mamulengo. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1966.

BROCHADO, Izabela Costa. Distrito Federal: o Mamulengo que mora nas cidades 1990-2001. 2001. 114 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Ciências Humanas, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2001.

BROCHADO, Izabela Costa. Mamulengo puppet theatre in the socio-cultural context of 21th century Brazil. 2005. 498 f. Tese (Doutorado em Teoria Teatral) - Samuel Beckett Centre School of Drama, Trinity College, Dublin, 2005.

CARRICO, André. Os Trapalhões no reino da academia: revista, rádio e circo na poética trapalhônica. 2013. 244 f. Tese (Doutorado em Artes) - Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

CAVALCANTI, Danilo. Depoimento concedido a André Carrico. Guararema, 20 jun. 2014.

SANTOS, Fernando Augusto G. Mamulengo, um povo em forma de boneco. Rio de Janeiro: Funarte, 1979.

SARRAZAC, Jean-Pierre (Org.). Léxico do drama moderno e contemporâneo. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

CARRICO, A. O Mamulengo em Cena no Contexto Contemporâneo. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 2, n. 1, p. 27–37, 2015. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/39284. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Temas Variados