SOROEPIDEMIOLOGIA DE Neospora caninum E Toxoplasma gondii EM BOVINOS DA RAÇA CURRALEIRO

Autores

  • Ana Paula Iglesias Santin Universidade Federal de Goiás http://orcid.org/0000-0002-1171-7539
  • Raquel Soares Juliano EMBRAPA
  • Andréa Caetano Silva
  • Vanessa Silvestre Ferreira de Oliveira UFG
  • Ana Paula Junqueira-Kipnis
  • Wilia Marta Elsner Diederichsen de Brito
  • Maria Clorinda Soares Fioravanti UFG

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab18044649

Palavras-chave:

Sanidade Animal

Resumo

Este estudo comparou a soroprevalência de N. caninum e T. gondii em bovinos Curraleiros ao de outras raças bovinas (Nelore, Girolando, Guzerá e Caracu). Foram utilizadas 119 fêmeas bovinas adultas provenientes de quatro propriedades localizadas nos estados de Goiás e Tocantins e na divisa entre Goiás, Minas Gerais e Bahia. Animais soropositivos para N. caninum foram encontrados em todas as propriedades e o número de Curraleiros reagentes foi significativamente maior em relação aos bovinos Guzerá e Nelore. Também foram identificados anticorpos anti-T. gondii nos animais em todas as propriedades. A prevalência de soropositivos para T. gondii foi semelhante entre Curraleiros e bovinos das raças Nelore, Girolando e Guzerá; entretanto, foi significativamente maior em relação à raça Caracu. 
Palavras-chave: bovino; neosporose; Pé-duro; raças locais; toxoplasmose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-05-04

Como Citar

SANTIN, A. P. I.; JULIANO, R. S.; SILVA, A. C.; OLIVEIRA, V. S. F. de; JUNQUEIRA-KIPNIS, A. P.; BRITO, W. M. E. D. de; FIORAVANTI, M. C. S. SOROEPIDEMIOLOGIA DE Neospora caninum E Toxoplasma gondii EM BOVINOS DA RAÇA CURRALEIRO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 18, 2017. DOI: 10.1590/cab18044649. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/e-44649. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA