EQUILÍBRIO NUTRICIONAL DAS VACAS LEITEIRAS EM ALTA PRODUÇÃO PASTANDO EM SISTEMAS SILVIPASTORIS INTENSIVOS

Autores

  • Elisa Sierra Montoya Universidad Nacional de Colombia Sede Medellin
  • Julian David Chará
  • Rolando Barahona-Rosales

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab18040419

Palavras-chave:

Nutrição Animal

Resumo

Um estudo foi realizado para estimar o equilíbrio de proteína metabolizável (PM), energia metabolizável (EM), cálcio e fósforo em 12 vacas Gyr x Holandesa recém-paridas (RP) e início da lactação (IL, 42-50 dias após o parto), pastando em um sistema silvipastoril intensivo (SSI) com Leucaena leucocephala e Cynodon plectostachyus e recebendo suplementação energética e protéica. A disponibilidade da matéria seca (MS) dos piquetes de pastagem, nutrientes oferecidos e seu equilíbrio foram estimados. A oferta de forragem média (kg MS) por animal.dia-1 foi 44,7 de C. plectostachyus e 11,8 de L. leucocephala. Vacas IL tiveram maiores exigências da MP, ME e minerais que vacas RP. Em vacas RP, requisitos da EM, PM e minerais foram fornecidos pela dieta total, enquanto vacas IL exibiram um balanço energético negativo. Tanto para vacas de RP e IL, EM foi o fator limitante da dieta, enquanto que PM e P foram encontrados em excesso. Se as vacas recebessem apenas forragem SSI sem suplementação, a produção de leite diária estimada seria de 10 e 12 litros para as vacas RP e IL. Em condições tropicais, com base no consumo de forragem em SSI, vacas RP e IL podem ter a maioria das suas necessidades de EM, PM, cálcio e fósforo atendidas.
Palavras-chave: balanço de energia; balanço de fósforo; balanço da proteína; Leucaena leucocephala; necessidades de nutrientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2017-06-02

Como Citar

SIERRA MONTOYA, E.; CHARÁ, J. D.; BARAHONA-ROSALES, R. EQUILÍBRIO NUTRICIONAL DAS VACAS LEITEIRAS EM ALTA PRODUÇÃO PASTANDO EM SISTEMAS SILVIPASTORIS INTENSIVOS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 18, 2017. DOI: 10.1590/cab18040419. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/e-40419. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

ZOOTECNIA