EFEITOS DA ESPACIALIZAÇÃO CLIMÁTICA E INTERAÇÃO GENÓTIPO-AMBIENTE SOBRE O PESO DA DESMAMA DE BOVINOS DA RAÇA NELORE CRIADOS EM SISTEMAS EXTENSIVOS NO NORTE DO BRASIL. Jorge Luis Ferreira1*

Autores

  • Jorge Luis Ferreira Universidade Federal do Tocantins
  • Fernando Brito Lopes Honorary Associate/Fellow, Dr. Fernando Brito Lopes College of Agricultural & Life Sciences University of Wisconsin - Madison Animal Science Building 1675 Observatory Dr Madison, WI 53706 USA
  • José Américo Soares Garcia Professor Associado I da Faculdade de Agronomia e Veterinária da Universidade de Brasilia
  • Maria Paula Beiriz Silva Acadêmica do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Tocantins, Campus de Araguaína.
  • Leandro Lopes Nepomuceno Aluno de doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás
  • Ednira Gleida Marques Associação Brasileira de Criadores de Zebu - ABCZ. Superintendente Adj. de Genealogia e Coordenador de ETRs e Filiadas
  • Marcelo Côrrea da Silva Pós-Doutorado. Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Brasil. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab18039597

Palavras-chave:

Melhoramento animal

Resumo

A expressão fenotípica pode variar significativamente sob diferenças climáticas e deve ser um motivo de preocupação na identificação e seleção de animais superiores no Brasil. Dessa forma, no presente estudo objetivou-se espacializar fatores ambientais para discriminar os estados do Maranhão (MA), Pará (PA) e Tocantins (TO) e verificar presença de interação genótipo-ambiente (IGA) para peso ao desmame em rebanhos bovinos da raça Nelore localizados nestes Estados. As variáveis ambientais analisadas foram: temperatura máxima; temperatura mínima; temperatura média; precipitação; índice vegetativo normalizado; umidade relativa; altitude e índice de temperatura e umidade. Os registros de peso a desmama de bovinos da raça Nelore criados à pasto foram coletados entre os anos de 1997 e 2007 e o conjunto de dados constituído por 21.117 animais, filhos de 161 touros comuns aos Estados do MA, PA e TO. As estimativas para herdabilidades direta apresentaram magnitudes moderadas, com valores de 0,22 ± 0,013 (MA), 0,26 ± 0,021(PA) e 0,29 ± 0,023 (TO). As variáveis ambientais discriminaram bem os Estados e as estimativas revelaram variação da resposta genética da progênie, dependendo do pai e do Estado em questão. As estimativas de correlações genéticas para peso ao desmame indicaram forte presença de interação genótipo-ambiente. 
Palavras-chave: correlação canônica; cluster; herdabilidade; produção animal; Zebu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Luis Ferreira, Universidade Federal do Tocantins

Professor Adjunto IV Universidade Federal do Tocantins- Campus de Araguaína

Fernando Brito Lopes, Honorary Associate/Fellow, Dr. Fernando Brito Lopes College of Agricultural & Life Sciences University of Wisconsin - Madison Animal Science Building 1675 Observatory Dr Madison, WI 53706 USA

Honorary Associate/Fellow, Dr. Fernando Brito Lopes
College of Agricultural & Life Sciences
University of Wisconsin - Madison
Animal Science Building
1675 Observatory Dr
Madison, WI 53706 USA

José Américo Soares Garcia, Professor Associado I da Faculdade de Agronomia e Veterinária da Universidade de Brasilia

Professor Associado I da Faculdade de Agronomia e Veterinária da Universidade de Brasilia

Maria Paula Beiriz Silva, Acadêmica do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Tocantins, Campus de Araguaína.

Acadêmica do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Tocantins, Campus de Araguaína. Bolsista e estagiária do NAPGEM/UFT

Leandro Lopes Nepomuceno, Aluno de doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás

Aluno de doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás

Ednira Gleida Marques, Associação Brasileira de Criadores de Zebu - ABCZ. Superintendente Adj. de Genealogia e Coordenador de ETRs e Filiadas

Associação Brasileira de Criadores de Zebu - ABCZ. Superintendente Adj. de Genealogia e Coordenador de ETRs e Filiadas

Marcelo Côrrea da Silva, Pós-Doutorado. Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Brasil. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Pós-Doutorado. 
Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Brasil. 
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. 

Publicado

2017-03-31

Como Citar

FERREIRA, J. L.; LOPES, F. B.; GARCIA, J. A. S.; SILVA, M. P. B.; NEPOMUCENO, L. L.; MARQUES, E. G.; SILVA, M. C. da. EFEITOS DA ESPACIALIZAÇÃO CLIMÁTICA E INTERAÇÃO GENÓTIPO-AMBIENTE SOBRE O PESO DA DESMAMA DE BOVINOS DA RAÇA NELORE CRIADOS EM SISTEMAS EXTENSIVOS NO NORTE DO BRASIL. Jorge Luis Ferreira1*. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 18, 2017. DOI: 10.1590/cab18039597. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/e-39597. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

ZOOTECNIA