PROTEINOGRAMA SÉRICO DE OVINOS INTOXICADOS EXPERIMENTALMENTE POR SALSA

Autores

  • Daniel Praseres Chaves
  • José Jurandir Fagliari Universidade Estadual Paulista
  • Paulo Cesar da Silva Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v12i3.9840

Palavras-chave:

Ovinos, plantas tóxicas, Ipomoea asarifolia.

Resumo

Para avaliar a concentração sérica de proteínas de ovinos experimentalmente intoxicados por Ipomoea asarifolia, quatro grupos de cinco animais receberam dieta com inclusão de 25% (G1), 50% (G2), 75% (G3) e 100% (G4) da planta em substituição ao Pennisetum purpureum. Amostras de sangue para proteinograma foram colhidas em sete momentos (M): antes do início do fornecimento de I. asarifolia (M1), cinco (M2), dez (M3), 15 (M4), 20 (M5), 25 (M6) e 30 (M7) dias após o início do tratamento. A concentração sérica de proteína total (PT) foi obtida por meio de espectrofotometria e as frações protéicas mediante eletroforese em gel de poliacrilamida (SDS-PAGE). Detectou-se 29 a 31 proteínas no traçado densitométrico, com pesos moleculares variando de 19.160 a 250.000 Dáltons (Da). Notou-se redução do teor de transferrina e aumento de ?1-glicoproteína ácida em ovinos que ingeriram 75% e 100% da planta, imediatamente antes de morrerem. Também se constatou diminuição dos teores de IgG de cadeia pesada em M3 e M4 do G3, bem como de IgG de cadeia leve em M2, M3 e M4 desse mesmo grupo, sugerindo interferência na resposta imune dos ovinos intoxicados, especialmente naqueles com maior percentual de inclusão da planta na dieta. Concluiu-se que essas proteínas podem ser utilizadas como indicadores auxiliares no diagnóstico de intoxicação por I. asarifolia.
PALAVRAS-CHAVE: Ipomoea asarifolia; ovinos; plantas tóxicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Praseres Chaves

Prof. de Patologia Clínica Veterinária do Departamento de Patologia do Curso de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agrárias da Universidade Estadual do Maranhão

José Jurandir Fagliari, Universidade Estadual Paulista

Departamento de clínica e cirurgia veterinária da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista, campus de Jaboticabal - São Paulo

Paulo Cesar da Silva, Universidade Estadual Paulista

Departamento de clínica e cirurgia veterinária da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista, campus de Jaboticabal - São Paulo

Downloads

Publicado

2011-09-29

Como Citar

CHAVES, D. P.; FAGLIARI, J. J.; DA SILVA, P. C. PROTEINOGRAMA SÉRICO DE OVINOS INTOXICADOS EXPERIMENTALMENTE POR SALSA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 12, n. 3, p. 547–553, 2011. DOI: 10.5216/cab.v12i3.9840. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/9840. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária