METODOLOGIA ALTERNATIVA NA DETERMINAÇÃO DO CONSUMO SELETIVO EM VACAS LEITEIRAS NO PERÍODO DE TRANSIÇÃO ALIMENTADAS COM GLICEROL

Autores

  • Eduardo Rodrigues de Carvalho IF Goiano (campus Iporá)
  • Milton Luiz Moreira Lima UFG
  • Aldi Fernandes de Souza França UFG
  • Juliano José de Resende Fernandes UFG
  • Heather Muse White Purdue University
  • Shawn Scott Donkin Purdue University

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v11i4.9698

Palavras-chave:

Nutrição de Ruminantes

Resumo

Objetivou-se, nesta pesquisa, comparar a metodologia-padrão com um novo método alternativo na determinação do consumo seletivo em vacas leiteiras durante o período de transição. Vinte e seis vacas multíparas da raça Holandesa foram pareadas de acordo com a data prevista de parição e alimentadas com dietas contendo glicerol ou milho grão de alta umidade desde os -28 até +56 dias relativos à data de parição (DRDP). Determinou-se o consumo seletivo aos -16, -9, +9, +15 e +51 DRDP por duas maneiras. Na primeira, com o consumo real de cada peneira do Penn State Particle Separator (PSPS) entre 0-4, 4-8, 8-12 e 12-24 horas pós-alimentação, e expresso como a porcentagem do consumo predito da peneira correspondente. Na segunda maneira, por meio da mensuração da distribuição do tamanho de partículas do alimento consumido entre 0-4, 4-8, 8-12 e 12-24 horas pós-alimentação. Tanto no momento da alimentação quanto em cada tempo pós-alimentação, a ração foi separada por tamanho utilizando-se um conjunto com três peneiras (19, 8 e 1,18 mm) denominado Penn State Particle Separator (PSPS), gerando partículas longas (>19 mm), médias (<19, >8 mm), curtas (<8, >1,18 mm) e muito curtas (<1,18 mm), respectivamente. A adição de glicerol na dieta pré-parto aumentou (P<0,05) a proporção da %MS retida das partículas longas (> 19 mm) e reduziu (P<0,05) a proporção da %MS retida das partículas curtas (<8, >1,18 mm) e muito curtas (<1,18 mm), mas não alterou (P>0,05) a proporção da %MS retida das partículas médias (<19, >8 mm). Nas vacas alimentadas com glicerol no pré-parto, houve aumento (P<0,05) da preferência pelas partículas longas (>19 mm) na metodologia-padrão (77,2 vs 101,5%, controle vs. glicerol) e também na metodologia alternativa (9,2 vs 17,8%, controle vs. glicerol). As vacas alimentadas com glicerol no pré-parto discriminaram (P<0,05) as partículas curtas (<8, >1,18 mm) na metodologia-padrão (102,6 vs 94,2%, controle vs. glicerol) assim como na metodologia alternativa (42 vs. 37,3%, controle vs. glicerol). Não houve efeito (P>0,05) de tratamento sobre o consumo seletivo de partículas muito curtas (<1,18 mm) de acordo com a metodologia-padrão na fase pré-parto, mas nas vacas alimentadas com glicerol nessa fase houve diminuição (P<0,05) da preferência pelas partículas muito curtas (<1,18 mm) na metodologia alternativa (17,9 vs. 13,6%, controle vs. glicerol). Nas vacas alimentadas com glicerol na fase pós-parto, houve aumento (P<0,05) da preferência por partículas médias (<19, >8 mm) de acordo com a metodologia-padrão (108,6 vs. 116,5%, controle vs. glicerol), porém não houve efeito (P>0,05) de tratamento sobre o consumo seletivo de partículas médias (<19, >8 mm) na metodologia alternativa. As vacas alimentadas com glicerol no pós-parto discriminaram (P<0,05) as partículas curtas (<8, >1,18 mm) de acordo com a metodologia-padrão (100,6 vs. 96,6%, controle vs. glicerol), mas não houve resposta da dieta (P>0,05) sobre o consumo seletivo de partículas curtas (<8, >1,18 mm) na metodologia alternativa. A alimentação com glicerol para vacas leiteiras no período de transição aumenta a preferência por partículas longas (> 19 mm) da dieta durante o pré-parto. A metodologia alternativa proposta neste estudo é mais confiável do que a metodologia-padrão na determinação do consumo seletivo.    

PALAVRAS-CHAVES: Biodiesel, preferência, subproduto, tamanho de partícula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Rodrigues de Carvalho, IF Goiano (campus Iporá)

Professor de Zootecnia do IF Goiano (campus Iporá)

 

Milton Luiz Moreira Lima, UFG

Professor do Departamento de Produção Animal

Escola de Veterinária/Universidade Federal de Goiás

Caixa Postal 131, Goiânia, Goiás, 74001-970

Aldi Fernandes de Souza França, UFG

Professor do Departamento de Produção Animal

Escola de Veterinária/Universidade Federal de Goiás

Caixa Postal 131, Goiânia, Goiás, 74001-970

Juliano José de Resende Fernandes, UFG

Professor do Departamento de Produção Animal

Escola de Veterinária/Universidade Federal de Goiás

Caixa Postal 131, Goiânia, Goiás, 74001-970

Heather Muse White, Purdue University

Doutora em Ciência Animal

Department of Animal Sciences

Purdue University

West Lafayette, Indiana, 47907

Shawn Scott Donkin, Purdue University

Professor of Animal Sciences

Department of Animal Sciences

Purdue University

West Lafayette, Indiana, 47907

Publicado

2010-12-21

Como Citar

CARVALHO, E. R. de; LIMA, M. L. M.; FRANÇA, A. F. de S.; FERNANDES, J. J. de R.; WHITE, H. M.; DONKIN, S. S. METODOLOGIA ALTERNATIVA NA DETERMINAÇÃO DO CONSUMO SELETIVO EM VACAS LEITEIRAS NO PERÍODO DE TRANSIÇÃO ALIMENTADAS COM GLICEROL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 11, n. 4, p. 825–834, 2010. DOI: 10.5216/cab.v11i4.9698. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/9698. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal