PREVALÊNCIA DE ANTICORPOS ANTILEPTOSPIRA EM MACHOS BOVINOS NA MICRORREGIÃO DE GOIÂNIA

Autores

  • Antônio Cícero Pires de Campos Jr.
  • Gustavo Eduardo Freneau
  • Raquel Soares Juliano
  • Cleverson Santos Acypreste
  • Francisco de Carvalho Dias Filho
  • Márcio Eduardo Martins

Resumo

Os objetivos deste experimento foram estudar a prevalência de soroaglutininas antileptospira em reprodutores bovinos na microrregião de Goiânia trabalhando com propriedades escolhidas de forma aleatória e quais os sorovares presentes e a taxa de prevalência dos mesmos. Estabelecer a correlação da prevalência com a aptidão do rebanho e a ocorrência de abortos nas propriedades. Foram analisadas 140 amostras da microregião de Goiânia (MG) referentes a 60 propriedades. A prevalência de sororeagentes foi 74,28% e apresentaram títulos com variação de diluição de 1:100 a 1:800. A prevalência dos sorovares, presentes na microrregião de Goiânia, foi a seguinte: wolffi (19,23%); hardjo (15,38%); djasiman e grippotyphosa (5,76%); shermani (4,80%); patoc (1,92%); andamana, castellonis, copenhageni, hebdomadis, sentot e tarassovi (0,96%).Com os resultados obtidos foi possível concluir que o agente está endemicamente distribuído na região e não houve relação entre a prevalência e a aptidão do rebanho ou a ocorrência de abortos. PALAVRAS- CHAVES: Bovinos, leptospirose, touros, prevalência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-12-25

Como Citar

CAMPOS JR., A. C. P. de; FRENEAU, G. E.; JULIANO, R. S.; ACYPRESTE, C. S.; DIAS FILHO, F. de C.; MARTINS, M. E. PREVALÊNCIA DE ANTICORPOS ANTILEPTOSPIRA EM MACHOS BOVINOS NA MICRORREGIÃO DE GOIÂNIA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 7, n. 4, p. 439–446, 2006. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/874. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Medicina Veterinária