INTERAÇÃO PAI–AVÔ-MATERNO NA ESTIMATIVA DE CO)VARIÂNCIAS, E TENDÊNCIA GENÉTICA DO CRESCIMENTO PRÉ-DESMAMA EM GADO NELORE

Autores

  • Arcadio de Los Reyes EV/UFG
  • Mauricio A. A. Elzo
  • Ana Christina Sanches
  • Raysildo B. Lôbo
  • Luiz A. F. Bezerra

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v7i4.857

Resumo

Foram utilizados pesos padronizados aos 120 (P120) e 240 (P240) dias de idade, de 8.084 bezerros Nelore, de ambos os sexos, criados a pasto, nascidos entre 1987 e 1997 em 31 rebanhos, para estimar componentes de (co)variância e obter predições de valores genéticos. O modelo animal misto completo para cada caráter incluiu os efeitos fixos de grupo contemporâneo (rebanho-ano-época-sexo-grupo- manejo) e seis classes de idade da vaca ao parto em anos (2, 3, 4, 5, 6 a 9, 10 e mais), e os efeitos aleatórios genéticos aditivos do animal (direto e maternal), ambiental permanente maternal, interação pai –avô-materno (PAM) e residual. O efeito da interação PAM explicou entre 2,8% e 3,1 % da variância fenotípica, e determinou redução das variâncias direta e maternal e aumento da covariância entre efeitos direto e maternal. As herdabilidades diretas diminuíram de 0,24 a 0,20 (P120), e 0,24 a 0,19 (P240), e as correspondentes herdabilidades maternais de 0,17 a 0,13 e 0,20 a 0,16, respectivamente. As correlações entre efeitos genéticos direto e maternal aumentaram de 0,05 a 0,29 (P120), e -0,12 a 0,01 (P240), não indicando antagonismo. A evolução das médias anuais dos valores genéticos indicou escasso ou nenhum progresso no período analisado, especialmente na habilidade maternal. O uso intensivo e por vários anos de poucos touros aponta-se como causa importante desse resultado. O efeito da interação PAM e a evolução genética devem ser pesquisados com maior abrangência, incluindo dados mais recentes. PALAVRAS-CHAVE: (Co)variâncias maternais, interação pai–avô-materno, tendência genética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-02-05

Como Citar

DE LOS REYES, A.; ELZO, M. A. A.; SANCHES, A. C.; LÔBO, R. B.; BEZERRA, L. A. F. INTERAÇÃO PAI–AVÔ-MATERNO NA ESTIMATIVA DE CO)VARIÂNCIAS, E TENDÊNCIA GENÉTICA DO CRESCIMENTO PRÉ-DESMAMA EM GADO NELORE. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 7, n. 4, p. 365–371, 2007. DOI: 10.5216/cab.v7i4.857. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/857. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal