AVALIAÇÃO CLÍNICA DE BOVINOS INOCULADOS COM VENENO DE Crotalus durissus terrificus DETOXIFICADO POR IODAÇÃO E IODAÇÃO COM ENCAPSULAÇÃO EM LIPOSOMAS

Autores

  • Luiz Alberto Lago Universidade Federal de Minas Gerais
  • Marilia Martins Melo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Luis G. Diniz Heneine Funed- Fundação Ezequiel Dias
  • Ernani Paulino Lago Universidade Federal de Viçosa
  • Neide J. Faria Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Paulo G. P. Silva Junior FEAD

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v13i2.7653

Palavras-chave:

Veneno, Crotalus, bovino

Resumo

Investigou-se a eficiência da detoxificação do veneno crotálico para bovinos, pelos métodos de iodação e iodação com encapsulação em liposomas, através da avaliação clínica dos animais inoculados. Onze fêmeas, com idade média de 18 meses e peso médio de 160 kg, foram inoculadas com 0,03mg/kg de peso vivo do veneno crotálico do tipo crotamina positivo. Cinco animais receberam o veneno iodado livre, cinco, o iodado encapsulado em liposomas e um animal recebeu o mesmo veneno na forma natural, para controle da letalidade da amostra. Avaliações clínicas foram realizadas a cada duas horas após a inoculação do veneno (T0 - T 24). Todos os parâmetros clínicos avaliados (comportamento, postura, temperatura, frequências respiratória, cardíaca e de movimentos de rumem, coloração de mucosas, funções sensorial e motora e alterações no local da inoculação) permaneceram dentro dos limites de normalidade desta espécie durante todo o período estudado. Conclui-se que a iodação do veneno crotálico, com ou sem incorporação em liposomas, suprime o quadro clínico do envenenamento crotálico nos bovinos.

PALAVRAS-CHAVE: bovino; Crotalus; veneno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Alberto Lago, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor do Departamento de Clínica e Cirurgia da Escola de Veterinária da UFMG

Semiologia, Toxicologia e Bem-Estar Animal

Marilia Martins Melo, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora do Departamento de Clínica e Cirurgia da Escola de Veterinária da UFMG

Toxicologia

Luis G. Diniz Heneine, Funed- Fundação Ezequiel Dias

Pesquisador Centro de Pesquisa e Desenvolvimento -FUNED

Toxicinologia

Ernani Paulino Lago, Universidade Federal de Viçosa

Professor do Departamento de Veterinária da Universidade Federal de Viçosa

Clínica Médica Veterinária de Grandes Animais

 

Neide J. Faria Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora do Instituto de Ciências Agrárias da UFMG - Campus Montes Claros

Toxicologia, Farmacologia e Morfologia animal

Paulo G. P. Silva Junior, FEAD

Professor do Curso de Medicina Veterinária da FEAD-MG

Semiologia e Toxicologia

Downloads

Publicado

2012-06-26

Como Citar

LAGO, L. A.; MELO, M. M.; HENEINE, L. G. D.; LAGO, E. P.; OLIVEIRA, N. J. F.; SILVA JUNIOR, P. G. P. AVALIAÇÃO CLÍNICA DE BOVINOS INOCULADOS COM VENENO DE Crotalus durissus terrificus DETOXIFICADO POR IODAÇÃO E IODAÇÃO COM ENCAPSULAÇÃO EM LIPOSOMAS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 13, n. 2, p. 234–239, 2012. DOI: 10.5216/cab.v13i2.7653. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/7653. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária