Adição de emulsificante nas rações de frangos de corte com redução dos níveis de energia metabolizável

Autores

Resumo

Objetivou-se avaliar a adição do emulsificante, lecitina de soja, nas rações de frangos com redução dos níveis de energia metabolizável e correlacioná-las com os coeficientes de metabolizabilidade de nutrientes, além da determinação da energia metabolizável aparente (EMA). Realizou-se dois ensaios metabólicos em delineamento inteiramente casualizados, esquema fatorial 3x2 (ração com três níveis de energia metabolizável, com ou sem a inclusão do emulsificante na dieta), totalizando seis tratamentos. Na fase inicial, os pintos receberam dieta com 2.950, 3.050 e 3.150 kcal/kg de energia metabolizável, com seis repetições com 10 aves, totalizando 360 aves. Na fase de crescimento foram utilizadas 210 aves, sendo sete repetições com cinco frangos e os níveis de energia testados foram: 3.100, 3.150 e 3.200 kcal/kg de ração. Na fase inicial, observou-se efeito de interação, apresentando aumento do coeficiente de metabolizabilidade do nitrogênio (CMN) ao adicionar o emulsificante em dietas com energia reduzida e também, efeito do emulsificante no aumento da energia metabolizável aparente corrigida pelo balanço do nitrogênio (EMAn). Na fase de crescimento, observou-se efeito de interação, apresentando aumento da EMA e EMAn ao adicionar o emulsificante em dietas com menores níveis de energia. Conclui-se que a inclusão do emulsificante é indicada para frangos de corte, pois permite reduzir a energia metabolizável da dieta, melhorando a EMAn nas fases inicial e de crescimento, bem como a da EMA com frangos em crescimento.
Palavras-chave: digestibilidade; lecitina de soja; lipídeos; metabolismo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2023-07-13

Como Citar

DE OLIVEIRA, M. V.; LEANDRO, N. S.; BARCELLOS CAFÉ, M.; RODRIGUES DOS SANTOS, R.; VANNI JACOB, D.; PIRES, M. F. Adição de emulsificante nas rações de frangos de corte com redução dos níveis de energia metabolizável. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 24, 2023. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/75526. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

ZOOTECNIA