Dieta de alto grão e inclusão de óleo residual de fritura na alimentação de cordeiros

Autores

Resumo

Na produção animal, grande parte dos recursos financeiros destina-se à alimentação animal, portanto é essencial utilizar dietas de baixo custo e com máxima eficiência produtiva. O presente estudo avaliou os efeitos de uma dieta de alto grão e do óleo residual de fritura sobre o desempenho produtivo e as características de carcaça de cordeiros. Quinze cordeiros foram distribuídos aleatoriamente em três grupos e alimentados por 40 dias com uma dieta controle, dieta de alto grão ou dieta com inclusão de óleo residual de fritura. Não houve diferença (P > 0,05) entre as dietas controle e com óleo de fritura para consumo diário de matéria seca, proteína bruta, matéria mineral, FDN e carboidratos totais. A dieta de alto grão reduziu o consumo de matéria seca e nutrientes, afetando negativamente o ganho de peso. As maiores médias de peso final, ganho de peso total e diário foram obtidas nas dietas controle e com óleo residual, que não diferiram entre elas (P> 0,05). O peso corporal de abate e os pesos de carcaça quente e fria diminuíram com a dieta de alto grão. Houve efeito (P < 0,05) da inclusão de óleo de fritura sobre as características da carcaça. Não houve efeito (P > 0,05) das dietas no rendimento da carcaça. Os animais da dieta de alto grão mostraram um desempenho insatisfatório, afetando negativamente as características da carcaça. A inclusão de óleo de fritura promoveu um ganho de peso superior e características de carcaça mais atraentes, tornando-se a alternativa mais viável nesta pesquisa.
Palavras-chave: alimentos alternativos; avaliação de dietas; ovinocultura; nutrição de pequenos ruminantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Resumo gráfico

Publicado

2023-10-11

Como Citar

BATISTA, N. V.; MELO, V. L. de L.; SILVA, N. L.; OLIVEIRA, P. V. C. de; SANTOS, N. de O. dos; DA SILVA, E. A.; FERNANDES, M. C. T.; LIMA, P. de O. Dieta de alto grão e inclusão de óleo residual de fritura na alimentação de cordeiros. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 24, 2023. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/75158. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

ZOOTECNIA