Eustrongylides spp. (Nematoda: Eustrongylidae) em Polypterus endlicheri na região central do Rio Grande do Sul, Brasil

Autores

Resumo

A criação de peixes para ornamentação teve sua demanda aumentada nos últimos anos no Brasil, no entanto, o ambiente aquático dos criatórios artificiais facilita a invasão por agentes patogênicos, incluindo zoonoses parasitárias, que são um fator limitante para produção causando perdas econômicas nas criações. O conhecimento da distribuição de agentes causadores de enfermidades parasitárias é importante para que se possa intervir nos criatórios, portanto, o objetivo do presente trabalho é relatar a ocorrência da infecção por larva de Eustrongylides sp. (Nematoda: Eustrongylidae) em Polypterus endlicherii (Polypteriformes: Polypteridae) na região central do Rio Grande do Sul, Brasil. O nematódeo foi identificado após ser liberado de um cisto nas escamas, de um peixe da espécie P. endlicherii. Pode-se concluir que este é o primeiro registro da ocorrência de larvas de Eustrongylides sp. em peixes no Rio Grande do Sul, evidenciando que o parasito está presente na região central do estado. Portanto, mais estudos devem ser realizados a fim de verificar a presença dos parasitos em peixes destinados ao consumo humano. Salienta-se ainda, a necessidade de se ter maior cuidado ao alimentar peixes com oligoquetas, principalmente os destinados para alimentação humana.
Palavras-chave: aquarismo; Bichir selado; nematódeo; parasitismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2023-01-18

Como Citar

SOMAVILLA LIGNON, J.; MONTEIRO STAINKI, T.; GONZALEZ MONTEIRO, S. Eustrongylides spp. (Nematoda: Eustrongylidae) em Polypterus endlicheri na região central do Rio Grande do Sul, Brasil. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 24, 2023. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/74213. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA