Fauna silvestre recebida pelo centro de triagem de animais silvestres e encaminhada para o hospital veterinário da Universidade de Brasília

Autores

Resumo

O trabalho teve como objetivo analisar registros de duas instituições que trabalham com animais silvestres ao longo do ano de 2018. Foram obtidos dados dos animais recebidos pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres do Distrito Federal (CETAS-DF), referentes ao tipo de entrada e destinação, espécies, bem como animais que necessitaram de atendimento médico veterinário e foram encaminhados ao Setor de Animais Silvestres do Hospital Veterinário da Universidade de Brasília (HVet-UnB) com descrição das principais afecções e análise temporal. Dos 7.603 animais que deram entrada no CETAS-DF (6.646 aves, 461 mamíferos e 496 répteis), 1.028 indivíduos (13,52%) necessitaram de atendimento médico veterinário e foram encaminhados ao HVet-UnB. A classe de animais que mais precisou de assistência foi a de aves (765), seguida de mamíferos (225) e de répteis (37). Diferente de outros levantamentos de diagnóstico de fauna de órgãos ambientais, este é o primeiro estudo que correlaciona os números de animais recebidos por um CETAS e que foram encaminhados para acompanhamento médico veterinário. O alto número de animais silvestres que demandam encaminhamento para instituições especializadas reforça a necessidade de estabelecimento de acordos e estrutura de tratamento médico veterinário e posterior reabilitação desses exemplares como parte de plano de ação de conservação da biodiversidade no país.
Palavras-chave: Afecções; Animais Silvestres; Distrito Federal; Resgate; Triagem

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-08-03

Como Citar

BORTOLOTTO CUNHA, G. .; VASQUES CAMPOS RODRIGUES LIMA, F. .; DE QUADROS SOARES, M. E. .; QUEIROZ LUZ HIRANO, L. . Fauna silvestre recebida pelo centro de triagem de animais silvestres e encaminhada para o hospital veterinário da Universidade de Brasília. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 23, n. 1, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/72818. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA