OCORRÊNCIA DE PARASITOS GASTRINTESTINAIS EM AVES SILVESTRES NO MUNICÍPIO DE SEROPÉDICA, RIO DE JANEIRO, BRASIL

Autores

  • Ísis Alves Costa Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Cleide Domingues Coelho Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Camila Bueno
  • Ildemar Ferreira
  • Ronald Bastos Freire

Palavras-chave:

aves silvestres, enteroparasitos, impacto ambiental

Resumo

Este estudo buscou evidenciar o papel das enteroparasitoses como fator adicional de pressão biológica sobre as espécies de aves silvestres locais e migratórias. A ocorrência de endoparasitos pode ser considerada como indicador de alterações indesejáveis das condições higiênicas, acarretando diminuição das áreas naturais com comprometimento dos locais de descanso e da qualidade do hábitat utilizado como ponto de alimentação aviária. Setenta e cinco amostras fecais foram coletadas no câmpus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Brasil, entre agosto 2007 e maio 2008, e analisadas em lugol e pela técnica de Faust. Das amostras analisadas, 82,66% foram positivas para parasitas entéricos, 44% parasitados por tricomonadídeos, 5,33% com o gênero Chilomastix, 52% com oocistos de coccídeos, 29,33% por formas vegetativas de Entamoeba coli, 37,33% com Iodamoeba butschlii e 10,66% com ovos de helmintos. A elevada prevalência de enteroparasitas indica a necessidade de estudos mais detalhados e avaliações mais frequentes de saneamento deste hábitat, cujo impacto parece estar associado às precárias condições higiênicas locais decorrentes da crescente antropização na região.

PALAVRAS-CHAVES: Aves silvestres, enteroparasitos, impacto ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ísis Alves Costa, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Bióloga formada pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, atualmente aluna do curso de Pós-graduação em Ciências Veterinárias, Departamento de Parasitologia Animal, Instituto de veterinátia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Downloads

Publicado

2010-12-21

Como Citar

COSTA, Ísis A.; COELHO, C. D.; BUENO, C.; FERREIRA, I.; FREIRE, R. B. OCORRÊNCIA DE PARASITOS GASTRINTESTINAIS EM AVES SILVESTRES NO MUNICÍPIO DE SEROPÉDICA, RIO DE JANEIRO, BRASIL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 11, n. 4, p. 914–922, 2010. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/7164. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Medicina Veterinária