Afluentes da veia porta-hepática no avestruz (Struthio camelus)

Autores

Resumo

O avestruz (Struthio camelus, Linnaeus 1758) é a maior ave do mundo, com uma importância comercial acentuada na África e expandindo-se para diversos países. Assim, com o desenvolvimento dos sistemas de criação, tornam-se necessários estudos morfológicos que subsidiem as áreas aplicadas, pois a espécie apresenta características anatômicas próprias. O objetivo deste estudo foi a descrição dos principais afluentes da veia porta-hepática nesta espécie. Para a realização do presente trabalho, foram utilizadas dez vísceras de animais adultos, de ambos os sexos, que foram injetados com Neoprene látex por meio da veia porta-hepática para evidenciar os seus afluentes. Após a repleção vascular, os animais foram fixados e conservados em solução aquosa de formaldeído a 10%. O sistema porta-hepático foi dissecado e fotodocumentado. Observou-se que a veia porta-hepática esquerda recebe sangue da região do proventrículo e ventrículo gástrico. A veia porta-hepática direita é a responsável pela drenagem do sangue nos seguintes órgãos: baço, por meio da veia proventriculoesplênica, pâncreas, pela veia pancreaticoduonais, jejuno, por meio do tronco jejunal, e o cólon, que forma a veia mesentérica cranial.
Palavras-chave: Veia porta-hepática; Drenagem venosa; Struthio camelus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-06-16

Como Citar

FERREIRA, N. F.; CARVALHO, R. G. de; SOUZA, W. M. de; SOUZA, N. T. M. de; DE MELO, A. P. F.; RODRIGUES, R. F. Afluentes da veia porta-hepática no avestruz (Struthio camelus). Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 21, 2020. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/57074. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

MEDICINA VETERINÁRIA