ANATOMOPATOLOGIA DA PARATUBERCULOSE EM BOVINOS LEITEIRO DE RESENDE- R.J

Autores

  • Ana Bárbara F. Rodrigues
  • Paula C. L. von Buettner Ristow UFRJ
  • Alessa S. Oliveira Santos UENF
  • Walter Lilenbaum UFF
  • Cláudio Baptista Carvalho UENF
  • Eulógio Carlos Q. Carvalho UENF

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v13i2.5490

Palavras-chave:

Anatomia Patológica Animal

Resumo

A Paratuberculose, uma doença causada pelo Mycobacterium avium subsp. paratuberculosis (Map), é caracterizada por uma enterite crônica granulomatosa. Visamos registrar a anatomopatologia de três casos de paratuberculose em bovinos leiteiros autóctones oriundos de Resende-RJ. Esses animais apresentavam sinais clínicos de paratuberculose e, após teste de ELISA positivo, foram eutanasiados e necropsiados. Amostras de intestino, linfonodos mesentéricos e válvula ileocecal foram colhidas, fixadas em formol neutro tamponado a 10%,  processadas  e coradas pelo HE (hematoxilina-eosina) e ZN (Ziehl-Neelsen). Alterações macroscópicas, como espessamento da parede do intestino delgado, mucosas congestas e corrugadas, foram observadas. A linfadenomegalia e linfangectasia também foram evidentes, assim como a congestão e edemaciação das válvulas ileocecais. Os principais achados histopatológicos foram enterite, linfangite e linfadenite granulomatosas. As lesões intestinais se resumiam à mucosa e submucosa, principalmente do jejuno e do íleo e caracterizavam-se por infiltrado inflamatório de linfócitos, eosinófilos e macrófagos epitelióides. A coloração de ZN demonstrou bacilos álcool ácido resistentes (BAAR) nos macrófagos, no ápice das vilosidades e lâmina própria e, ainda, no parênquima dos linfonodos mesentéricos. A anatomopatologia foi característica e considerada uma valiosa ferramenta no diagnóstico da paratuberculose.

PALAVRAS-CHAVE: anatomopatológico; bovino; Map; paratuberculose

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Bárbara F. Rodrigues

Sou professora de anatomia dos animais domésticos da UENF e desenvolvo pesquisa no setor de morfologia e anatomia patológica da mesma universidade.

Paula C. L. von Buettner Ristow, UFRJ

possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Fluminense, Mestrado e Doutorado em Ciências (Microbiologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Realizou Doutorado sanduíche no Instituto Pasteur de Paris, onde trabalhou durante dois anos na Unidade de Biologia de Espiroquetas. Tem experiência nas áreas de Microbiologia e Medicina Veterinária Preventiva, com ênfase em Microbiologia Médica e Zoonoses, atuando principalmente nos seguintes temas: leptospiroses, micobacterioses, diagnóstico, genética, patogenia molecular e biofilmes.

Alessa S. Oliveira Santos, UENF

possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2002) e mestrado em Produção Animal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2004). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Anatomia Patológica Animal, atuando principalmente no diagnóstico anatomopatológico em patologias de animais de abate.

Walter Lilenbaum, UFF

Walter Lilenbaum possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Fluminense (1987), mestrado em Fisiopatologia da Reprodução Animal pela Universidade Federal Fluminense (1994), doutorado em Ciências (Microbiologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998) e pós-doutorado em Medicina Veterinária Preventiva pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é professor associado de Bacteriologia da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Medicina Veterinária e Microbiologia, com ênfase em Doenças Infecciosas de Animais, atuando principalmente nos seguintes temas: Diagnóstico, Leptospirose, Paratuberculose e Tuberculose. É bolsista de Produção Científica do CNPq, nível 1C e Cientista do Nosso Estado pela Faperj (2008). É membro fundador da Academia de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro - AMVERJ e desde 2005 é Coordenador da àrea de Microbiologia Veterinária na Sociedade Brasileira de Microbiologia.

Cláudio Baptista Carvalho, UENF

possui graduação pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1965) , mestrado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Minas Gerais (1973) e doutorado pela Universitat Hannover (1988) . Atualmente é professor titular da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro e Membro de corpo editorial da Jornal Brasileiro de Ciência Animal. Tem experiência na área de Medicina Veterinária , com ênfase em Clínica e Cirurgia Animal. Atuando principalmente nos seguintes temas: Cationtes, Determinação bioquímica, Cães.

Eulógio Carlos Q. Carvalho, UENF

Eulogio Carlos Queiroz de Carvalho concluiu o doutorado em Patologia (Anatomia Patológica) pela Universidade Federal Fluminense em 1993. Atualmente é professor titular da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Publicou 70 artigos em periódicos especializados e 118 trabalhos em anais de eventos. Possui 43 itens de produção técnica. Participou de 15 eventos no Brasil. Orientou 17 dissertações de mestrado e co-orientou 4, orientou 4 teses de doutorado e co-orientou 1 , além de ter orientado 12 trabalhos de iniciação científica e 18 trabalhos de conclusão de curso nas áreas de Medicina Veterinária, Ciência e Tecnologia de Alimentos e Morfologia. Recebeu 24 prêmios e/ou homenagens. Atualmente coordena 3 projetos de pesquisa. Atua na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Anatomia Patológica Mamíferos e Aves. Em suas atividades profissionais interagiu com 355 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Bovinos, Canino, Histopatologia, Imunoistoquímica, Patologia, Patologia de Animais de Açougue, Anatomia Patológica, Dermatopatologia, Neoplasia, Adenomiose e Pitiose.

Publicado

2012-06-26

Como Citar

RODRIGUES, A. B. F.; RISTOW, P. C. L. von B.; SANTOS, A. S. O.; LILENBAUM, W.; CARVALHO, C. B.; CARVALHO, E. C. Q. ANATOMOPATOLOGIA DA PARATUBERCULOSE EM BOVINOS LEITEIRO DE RESENDE- R.J. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 13, n. 2, p. 228–233, 2012. DOI: 10.5216/cab.v13i2.5490. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/5490. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária