ESTRUTURA DO DOSSEL E COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CAPRINOS EM PASTOS DE PAPUÃ MANEJADOS SOB LOTAÇÃO CONTÍNUA

Autores

Resumo

O objetivo deste estudo foi descrever a estrutura do dossel e o comportamento ingestivo de caprinos em pastos de papuã manejados sob lotação contínua. Os tratamentos corresponderam a quatro alturas de manejo (10, 20, 30 e 40 cm) mantidas através de taxa de lotação variável. As variáveis analisadas foram: composição morfológica, massa e densidade dos componentes; comprimento de lâminas foliares; valor nutritivo por simulação de pastejo; tempos de pastejo, ruminação e atividades complementares. Os dados foram submetidos à análise de variância e teste de contrastes de polinômios ortogonais. Os principais resultados foram: i) com o aumento da altura de manejo, houve um aumento da massa (total e dos componentes morfológicos) e uma inversão na composição morfológica (redução na proporção de lâminas foliares e aumento na de colmos + material morto); ii) o comprimento de lâminas foliares aumentou com a altura de manejo; iii) os animais dedicaram mais tempo ao pastejo com a redução da altura de manejo, embora aparentemente tenham abdicado do pastejo no tratamento 10 cm ao final do experimento. Baseado nos dados de estrutura do dossel e comportamento ingestivo, concluiu-se que pastos de papuã sob lotação contínua devem ser manejados próximos de 40 cm. As razões são discutidas ao longo do artigo.
Palavras-chave: Brachiaria; integração lavoura-pecuária; manejo; Urochloa plantaginea; valor nutritivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-24

Como Citar

SOARES, A. B.; MIGLIORINI, F.; PITTA, C. S. R.; HILL, J. A. G.; DA SILVEIRA, A. L. F.; SCHMITT, D. ESTRUTURA DO DOSSEL E COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CAPRINOS EM PASTOS DE PAPUÃ MANEJADOS SOB LOTAÇÃO CONTÍNUA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 20, p. 1–13, 2019. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/49219. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

ZOOTECNIA