NEFROTOXICIDADE DA PREDNISONA EM FELINOS

Autores

  • Leandro Abreu Fonseca UVV
  • Angelo Ton UVV
  • Fabiano Sellos Costa UFRPE
  • Andréa Alves UVV
  • Geórgia Galaes UVV
  • Fabrícia Modolo Girardi UVV

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v13i3.4890

Palavras-chave:

Felinos, GGT, corticóide, nefrotoxicidade.

Resumo

Avaliou-se a nefrotoxicidade da prednisona em felinos com utilização de dose imunossupressora (5mg/kg/dia), por meio do hemograma, dos parâmetros bioquímicos séricos (uréia e creatinina) e urinários (GGT, proteína e creatinina) e da urinálise. Foram utilizados oito gatos, sem raça definida (SRD), adultos e com peso médio de 3 Kg. Os animais foram alojados em quatro baias (dois animais por baia) e alimentados com duas medidas de ração comercial por dia e água ad libitum por um período de adaptação de sete dias. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, sendo rejeitado qualquer critério específico de inclusão no trabalho, além da ausência de qualquer lesão renal prévia. Os animais receberam 5mg/kg de prednisona via oral a cada 24 horas por um período de 14 dias. As amostras foram coletadas em dois momentos, sendo  animais em repouso antes da administração de prednisona (M1) e 14 dias (M2) após o início da administração do fármaco. Foram observadas diferenças significativas em alguns parâmetros hematológicos, bioquímicos e na urinálise. Conclui-se que a prednisona na dose imunossupressora (5mg/kg/dia) durante um período de 14 dias é potencialmente nefrotóxica e que a determinação da atividade da GGT urinária mostrou-se precisamente sensível à lesão tubular proximal precoce.

PALAVRAS-CHAVE: corticoide; felinos; GGT; nefrotoxicidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Abreu Fonseca, UVV

MV, MSc. FMVZ/UNESP, Botucatu/SP, Doutorando UFES/ES, Professor de Patologia Clínica Veterinária – UVV/ES

Angelo Ton, UVV

Médico Veterinário Autônomo

Fabiano Sellos Costa, UFRPE

MV, Professor Doutor do curso de Medicina Veterinária – UFRPE/PE

Andréa Alves, UVV

MV, MSc., Professora da Clínica Médica de Pequenos Animais – UVV/ES

Geórgia Galaes, UVV

Médica Veterinária Autônoma

Fabrícia Modolo Girardi, UVV

Médica Veterinária Autônoma

Publicado

2012-09-28

Como Citar

FONSECA, L. A.; TON, A.; COSTA, F. S.; ALVES, A.; GALAES, G.; GIRARDI, F. M. NEFROTOXICIDADE DA PREDNISONA EM FELINOS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 13, n. 3, p. 353–358, 2012. DOI: 10.5216/cab.v13i3.4890. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/4890. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária