CARACTERÍSTICAS E MEDIDAS ULTRASSONOGRÁFICAS DO BAÇO DE CÃES E GATOS FILHOTES HÍGIDOS

Autores

  • Ivan F. Charas Santos Pós Doutorando (Bolsista Fapesp) em Cirurgia Animal. Universidade Paulista Júlio de Mesquita filho. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Botucatu.SP. Brasil
  • Maria Jaqueline Mamprim Universidade Estadual Paulista (UNESP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Botucatu
  • Raquel Sartor Faculdade de Tecnologia de Botucatu (FATEC)

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab17439456

Palavras-chave:

baço, ecogenecidade, pequenos animais, mensuração, ultrassom

Resumo

O objetivo do estudo foi analisar e comparar as características e as mensurações ultrassonográficas do baço entre cães e gatos filhotes hígidos, estabelecendo padrões de normalidade e valores de referência. Foram utilizados 15 cães e 15 gatos machos hígidos, raça mista e idade média de seis meses. Os mesmos foram divididos em dois grupos, sendo grupo G1 com 15 cães filhotes com  peso médio de 3 kg e grupo G2 com 15 gatos filhotes com peso médio de 2 kg. Os animais foram submetidos ao exame ultrassonográfico do baço para visibilização das características internas e mensuração do órgão. As características estruturais ultrassonográficas do baço foram analisadas e comparadas entre as duas espécies de forma descritiva por meio de imagens obtidas no exame. As mensurações foram comparadas estatisticamente usando-se o programa SPSS®, com análise de variância (ANOVA), seguido do Teste de Tukey (P ? 0,05). Em ambos os grupos, foi observado  que as artérias esplênicas apresentaram menor diâmetro luminar em relação às veias esplênicas.   Nos cães e gatos filhotes, a ecotextura foi visibilizada homogênea e finamente granular. O baço dos cães filhotes tende a ser maior em comprimento (6,87 ± 0,03 cm) e largura (5,95 ± 0,07 cm) em relação ao comprimento (4,53 ± 0,02 cm) e largura (4,55 ± 0,04) nos gatos filhotes. Concluiu-se   que não existe diferença de ecotextura e ecogenicidade esplênica entre o cão filhote e gato filhote    e o baço dos cães filhotes apresentrou dimensões maiores, em comprimento e largura, em relação aos gatos filhotes.

Palavras-chaves: baço; ecogenecidade; mensuração pequenos animais;   ultrassom.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-10-28

Como Citar

SANTOS, I. F. C.; MAMPRIM, M. J.; SARTOR, R. CARACTERÍSTICAS E MEDIDAS ULTRASSONOGRÁFICAS DO BAÇO DE CÃES E GATOS FILHOTES HÍGIDOS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 17, n. 4, p. 633–639, 2016. DOI: 10.1590/cab17439456. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/39456. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária