VARIÁVEIS HIDROLÓGICAS FÍSICO-QUÍMICAS NA CRIAÇÃO DA TILÁPIA-DO-NILO NO SISTEMA RACEWAY COM DIFERENTES RENOVAÇÕES DE ÁGUA

Autores

  • Raquel Priscila Castro Oliveira UFG
  • Paulo César Silva UFG
  • Priscila Policarpo de Brito UFG
  • Jacqueline Pereira Gomes UFG
  • Renata Fernandes da Silva UFG
  • Paulo Roberto Silveira Filho UFG
  • Rogério dos Santos Roque UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v11i3.3847

Palavras-chave:

Produção de peixes

Resumo

Desenvolveu-se este experimento para avaliar as alterações hidrológicas físico-químicas no cultivo de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus) em raceway, com diferentes taxas de trocas de água, para estimar o impacto do manejo na qualidade hídrica. Foram analisados quatro tratamentos com troca total de água em 30, 90, 120 e 150 minutos. Utilizaram-se 1.500 alevinos, revertidos para machos, alimentados três vezes ao dia com ração comercial extrusada 36% e 32% de proteína bruta. Avaliaram-se as seguintes variáveis físico-químicas da água: oxigênio dissolvido, temperatura, alcalinidade, pH, sólidos em suspensão, turbidez, condutividade elétrica, fósforo, nitrito e nitrato. Todos os tratamentos testados mantiveram as variáveis analisadas dentro dos padrões sugeridos à criação de peixes, possibilitando racionalizar o uso da água de cultivo.

PALAVRAS-CHAVES: Alto fluxo de água, Oreochromis niloticus, qualidade de água, troca total da água.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Priscila Castro Oliveira, UFG

Aluna de Doutorado do programa de pós graduação em Ciência Animal da Universidade Federal de Goiás

Paulo César Silva, UFG

Professor Doutor do Departamento de Produção Animal e responsável pelo Setor de Piscicultura EV/UFG – Caixa Postal 131, CEP 74001-970. Goiânia-Go

Downloads

Publicado

2010-10-01

Como Citar

CASTRO OLIVEIRA, R. P.; SILVA, P. C.; DE BRITO, P. P.; GOMES, J. P.; DA SILVA, R. F.; SILVEIRA FILHO, P. R.; ROQUE, R. dos S. VARIÁVEIS HIDROLÓGICAS FÍSICO-QUÍMICAS NA CRIAÇÃO DA TILÁPIA-DO-NILO NO SISTEMA RACEWAY COM DIFERENTES RENOVAÇÕES DE ÁGUA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 11, n. 3, p. 482–487, 2010. DOI: 10.5216/cab.v11i3.3847. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/3847. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal