INCIDÊNCIA DE BRUCELOSE ANIMAL NA REGIÃO SUL DE MINAS GERAIS EM REBANHOS POSITIVOS AO TESTE DO ANEL DO LEITE: NOTA TÉCNICA

Autores

  • Anna Christina de Almeida UFMG/NCA
  • Délcio Bueno da Silva UNIFENAS
  • Patrícia Helena Augusto UNIFENAS
  • Bárbara Cardoso da Mata e Silva UFMG/NCA
  • Lucinéia de Pinho UFMG/NCA

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v11i4.3675

Palavras-chave:

Bovino, Eqüino, Cão, Brucelose, PCNEBT

Resumo

Com o objetivo de determinar a prevalência da brucelose animal na região do sul de Minas Gerais, testaram-se 1.391 vacas, 15 equinos e 13 cães adultos provenientes de 41 fazendas positivas pelo teste de anel do leite, mediante a utilização do teste do antígeno acidificado tamponada (AAT) e do teste de soroaglutinação lenta e 2- mercaptoetanol. A prevalência da brucelose foi de 4,65% nas vacas, 13,33 % em equinos e 0% nos cães. Espera-se que os dados obtidos sejam de grande valia para a consolidação da implantação do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose, conforme recomendações oficiais, na região sul de Minas Gerais.

PALAVRAS-CHAVES: Bovino, brucelose, equino, cão, PNCEBT.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Christina de Almeida, UFMG/NCA

Doutora em Ciência Animal, professora  do Núcleo de Ciências Agrárias da UFMG nas áreas de saúde animal e saúde pública

Délcio Bueno da Silva, UNIFENAS

Professor do Instituto de Ciências Agrárias-UNIFENAS

Patrícia Helena Augusto, UNIFENAS

Acadêmica de ´Pós-graduação da UNIFENAS

Bárbara Cardoso da Mata e Silva, UFMG/NCA

Acadêmica do curso de graduação em zootecnia da UFMG/NCA

Lucinéia de Pinho, UFMG/NCA

Acadêmica do curso de mestrado em Ciências Agrárias-NCA/UFMG

Downloads

Publicado

2010-12-21

Como Citar

ALMEIDA, A. C. de; SILVA, D. B. da; AUGUSTO, P. H.; SILVA, B. C. da M. e; PINHO, L. de. INCIDÊNCIA DE BRUCELOSE ANIMAL NA REGIÃO SUL DE MINAS GERAIS EM REBANHOS POSITIVOS AO TESTE DO ANEL DO LEITE: NOTA TÉCNICA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 11, n. 4, p. 966–970, 2010. DOI: 10.5216/cab.v11i4.3675. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/3675. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Relato de caso