CARACTERÍSTICAS DA CARCAÇA E DA CARNE DE VACAS DE DESCARTE ABATIDAS COM DISTINTOS PESOS E GRAU DE ACABAMENTO – ABORDAGEM META-ANALÍTICA

Autores

  • Leonel Da Silva Rodrigues Universidade Federal de Santa Maria
  • Amanda Farias De Moura Universidade Federal de Santa Maria
  • Rangel Fernandes Pacheco Universidade Federal de Santa Maria
  • Perla Cordeiro De Paula Universidade Federal de Santa Maria
  • Ivan Luiz Brondani Universidade Federal de Santa Maria
  • Dari Celestino Alves Filho Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v16i4.34519

Palavras-chave:

espessura de gordura subcutânea, fêmeas bovinas, maciez, marmoreio, rendimento de carcaça, scielo

Resumo

Objetivou-se, por meio de meta-análise, avaliar as características da carcaça e da carne de vacas de descarteabatidas com diferentes pesos e grau de acabamento. Os tratamentos foram conforme o peso de abate, sendoeles acima de 480,5 kg (Pesada) ou abaixo de 480 kg (Leve) de PV; e grau de acabamento de carcaça, sendoespessura de gordura subcutânea entre 6 a 10 mm (>6) ou entre 3 a 6 mm (<6). O delineamento experimentalfoi o inteiramente casualizado em arranjo fatorial 2 x 2, duas classes de peso de abate e duas classes de graude acabamento de carcaça. Para isso, foram avaliados artigos de trabalhos realizados no Brasil que envolveramestudos de carcaças e carne de vacas de biótipo corte, publicados entre janeiro de 2000 a março de 2013, e quepudessem ser acessados pelas plataformas de busca SciELO e Capes. Os artigos foram localizados a partir dacombinação das seguintes palavras-chave: carcaça, carne, fêmeas bovinas, novilhas e vacas. O aumento nopeso de abate não refletiu no peso de carcaça quente (252,3 contra 233,3 kg). Houve menor rendimento decarcaça quente (52,9 contra 56,9 %) e maior conformação (10,0 contra 8,6 pontos). O maior grau de acabamentoinfluenciou positivamente o marmoreio (8,7 contra 5,4 pontos). A elevação do peso de abate confere carcaçasmelhor conformadas, sem refletir na qualidade da carne; já a elevação do grau de acabamento, além de 6 mm,altera as características sensoriais da carne.

Palavras-chave: espessura de gordura subcutânea; fêmeas bovinas do biotipo corte; maciez; marmoreio;rendimento de carcaça; SciELO.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonel Da Silva Rodrigues, Universidade Federal de Santa Maria

Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Zootecnia - Universidade Federal Santa Maria

Amanda Farias De Moura, Universidade Federal de Santa Maria

Zootecnista, Mestranda em Zootecnia - UFSM

Rangel Fernandes Pacheco, Universidade Federal de Santa Maria

Zotecnista, MSc e Doutorando em Zootecnia

Perla Cordeiro De Paula, Universidade Federal de Santa Maria

Zootecnista, MSc e Doutoranda em Zootecnia - UFSM

Ivan Luiz Brondani, Universidade Federal de Santa Maria

Zootecnista, Dr. e Professor do Departamento de Zootecnia - UFSM

Dari Celestino Alves Filho, Universidade Federal de Santa Maria

Engenheiro Agrônomo, Dr. e Professor do Departamento de Zootecnia - UFSM

Downloads

Publicado

2015-10-30

Como Citar

RODRIGUES, L. D. S.; DE MOURA, A. F.; PACHECO, R. F.; DE PAULA, P. C.; BRONDANI, I. L.; ALVES FILHO, D. C. CARACTERÍSTICAS DA CARCAÇA E DA CARNE DE VACAS DE DESCARTE ABATIDAS COM DISTINTOS PESOS E GRAU DE ACABAMENTO – ABORDAGEM META-ANALÍTICA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 16, n. 4, p. 508–516, 2015. DOI: 10.1590/cab.v16i4.34519. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/34519. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal