USO DA TÉCNICA DO ELISA INDIRETO NA DETECÇÃO DE ANTICORPOS ANTI-Mycobacterium paratuberculosis EM VACAS EM LACTAÇÃO

Autores

  • Cléverson Santos Acypreste
  • Raquel Soares Juliano,
  • Fred Emil Brautingan Riveira
  • Luiz Antônio Franco da Silva
  • Maria Clorinda Soares Fioravanti
  • Francisco de Carvalho Dias Filho

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v6i1.343

Resumo

A paratuberculose é uma doença entérica crônica dos ruminantes que vem sendo estudada como enfermidade emergente no rebanho bovino brasileiro. O presente estudo tem o objetivo de detectar anticorpos anti-Mycobacyerium paratuberculosis em vacas em lactação, provenientes de dezessete propriedades rurais na bacia leiteira de Goiânia, mediante o uso do ELISA indireto. Para isso empregaram-se 166 amostras de soro sangüíneo retiradas aleatoriamente de um universo de 493 soros, cujos exames foram realizados no laboratório de diagnóstico da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Encontraram-se 22 (13,45%) animais soro-negativos, 44 (26,51%) suspeitos e 100 (60,24%) positivos. Todas as propriedades amostradas apresentaram animais soro-reagentes. PALAVRAS-CHAVE: Elisa indireto, paratuberculose.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-28

Como Citar

ACYPRESTE, C. S.; JULIANO, R. S.; RIVEIRA, F. E. B.; SILVA, L. A. F. da; FIORAVANTI, M. C. S.; DIAS FILHO, F. de C. USO DA TÉCNICA DO ELISA INDIRETO NA DETECÇÃO DE ANTICORPOS ANTI-Mycobacterium paratuberculosis EM VACAS EM LACTAÇÃO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 6, n. 1, p. 55–59, 2006. DOI: 10.5216/cab.v6i1.343. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/343. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária