PERSPECTIVAS DA AVALIAÇÃO GENÉTICA MULTIRRACIAL EM BOVINOS NO BRASIL

Autores

  • Mauricio A. Elzo
  • Arcadio de los Reyes Borjas

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v5i4.342

Resumo

A disponibilidade de grandes bases de dados em associações de diferentes raças e cruzamentos de bovinos,e a demanda crescente dos produtores por avaliações genéticas dos animais de raças puras e cruzados têm renovado o interesse na implementação de procedimentos de avaliação genética multirracial. Na maioria das associações de criadores dos Estados Unidos está sendo aplicada a avaliação genética de animais puros e cruzados.O Brasil, com sua enorme população bovina (167 milhões),composta amplamente por Zebu e seus cruzamentos (80%),e muitas grandes e bem estruturadas empresas (várias com dez mil animais ou mais), é provável que possua um expressivo número de bases de dados apropriadas para ser analisado por meio de procedimentos de avaliação genética multirracial. Comumente, no entanto, neste país são usados procedimentos de avaliação genética intra-racial independentemente da composição genética das populações bovinas. Os procedimentos intra-raciais ignoram os efeitos genéticos não-aditivos entre raças, e assumem que os parâmetros genéticos são os mesmos em todos os grupos raciais. Os procedimentos de avaliação genética multirracial incluem ambos os aspectos, assim, eles são preferíveis aos intra-raciais para avaliar geneticamente populações compostas por animais puros e cruzados. Os procedimentos de avaliação genética multirracial produzem predições genéticas aditivas mais acuradas, permitem a comparação direta de animais de diferente composição racial e viabilizam o melhoramento genético aditivo e não-aditivo em populações multirraciais. No entanto, esses procedimentos são computacionalmente mais complexos, requerem maior número de parâmetros genéticos e apresentam problemas de confundimento e multi colinearidade. Neste artigo, caracterizam-se as populações multirraciais, discutem-se modelos de avaliação genética, procedimentos e tarefas para sua implementação, e, quando relevante, apresentam-se comentários gerais sobre a situação multirracial no Brasil. PALAVRAS-CHAVE: Bovinos, cruzamento, avaliação genética, multirracial, predição.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-27

Como Citar

ELZO, M. A.; BORJAS, A. de los R. PERSPECTIVAS DA AVALIAÇÃO GENÉTICA MULTIRRACIAL EM BOVINOS NO BRASIL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 5, n. 4, p. 171–185, 2006. DOI: 10.5216/cab.v5i4.342. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/342. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal