PARTICIPAÇÃO DA MASSA SECA DE FOLHAS E HASTES DO CAPIM-TANZÂNIA QUANDO ADUBADO COM DOSES CRESCENTES DE FÓSFORO EM UM LATOSSOLO VERMELHO DISTRÓFICO

Autores

  • Jaqueline Fátima Rodrigues
  • Beneval Rosa

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v5i4.341

Resumo

Este trabalho objetivou avaliar a participação da massa seca das folhas e das hastes do capim-tanzânia (Panicum maximum Jacq.), em um latossolo vermelho distrófico, adubado com doses crescentes de P. Para tanto,desenvolveu-se um experimento em casa de vegetação no período de dezembro de 2000 a agosto de 2001, utilizando-se o delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições, sete doses de P (0; 75; 150; 300; 450; 600; 750 mg dm-3 de P) na forma de superfosfato triplo e três cortes da parte aérea com intervalos de 36 dias. Aos sessenta dias após o plantio, fez-se um corte de uniformização das cinco plantas de cada vaso a 10 cm do solo. Os materiais vegetais provenientes dos primeiro e terceiro cortes foram separados em folhas, hastes e massa seca total e o do segundo corte, somente em massa total. Avaliaram-se a produção de massa seca das frações folhas e hastes, a participação dessas frações na massa seca total e o coeficiente de utilização biológica (CUB) do P. Para todos os parâmetros avaliados, verificou-se efeito significativo (P<0,01) pelo teste de F, das doses de P e da interação doses x cortes. A adubação fosfatada influenciou de maneira negativa a participação da massa seca das folhas e o CUB. A participação da massa seca das hastes foi ligeiramente inferior quando comparada com as folhas. PALAVRAS-CHAVE: Adubação fosfatada, coeficiente de utilização biológica, massa seca de folhas, massa seca de hastes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-27

Como Citar

RODRIGUES, J. F.; ROSA, B. PARTICIPAÇÃO DA MASSA SECA DE FOLHAS E HASTES DO CAPIM-TANZÂNIA QUANDO ADUBADO COM DOSES CRESCENTES DE FÓSFORO EM UM LATOSSOLO VERMELHO DISTRÓFICO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 5, n. 4, p. 187–194, 2006. DOI: 10.5216/cab.v5i4.341. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/341. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal