PERFIL BIOQUÍMICO SÉRICO DE VACAS DAS RAÇAS NELORE E GIROLANDO CRIADAS NO ESTADO DO MARANHÃO

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a atividade sérica da aspartato aminotransferase (AST), fosfatase
alcalina (ALP), creatina quinase (CK), gamaglutamiltransferase (GGT) e as concentrações séricas
de albumina, bilirrubina, cálcio total e ionizado, colesterol, creatinina, fósforo, magnésio, potássio,
proteína total, sódio, triglicérides e ureia de vacas das raças Nelore (n=120) e Girolando (n=120)
clinicamente saudáveis, com 24 a 36 meses de idade, utilizando-se espectrofotômetro semiautomático
e analisador automático de íons. A influência da raça foi verificada na avaliação da atividade da
CK, cujos valores foram maiores em vacas da raça Nelore (87,5 U/L), quando comparados com
aqueles de vacas Girolando (68,6 U/L). Os teores séricos de creatinina (Crea), bilirrubina total (BT),
bilirrubina indireta (BI) e cálcio ionizado também foram influenciados pela raça, e os valores obtidos
em vacas da raça Nelore (Crea: 1,61 mg/dL, BT: 0,28 mg/dL e BI: 0,19 mg/dL) foram superiores aos
apresentados pelas vacas Girolando (BT: 1,47 mg/dL, BD: 0,23 mg/dL e BI: 0,14 mg/dL), exceto
para a concentração sérica de cálcio ionizado (Nelore: 0,66 mMol/L e Girolando: 0,73 mMol/L). Os
resultados obtidos evidenciaram a influência do fator racial em alguns parâmetros bioquímicos e,
portanto, este deve ser levado em consideração para a correta interpretação de exames laboratoriais.
Palavras-chave: bovino, bioquímica clínica, influência racial, valores de referência.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
26-04-2019
Como Citar
Conçeição, W., Brito, D., Rocha, T., da Silva, D., Chaves, D., & Fagliari, J. (2019). PERFIL BIOQUÍMICO SÉRICO DE VACAS DAS RAÇAS NELORE E GIROLANDO CRIADAS NO ESTADO DO MARANHÃO. Ciência Animal Brasileira, 20(1), 1-7. Recuperado de https://revistas.ufg.br/vet/article/view/33796
Seção
MEDICINA VETERINÁRIA