OCORRÊNCIA DE ANTICORPOS PARA Brucella sp. EM SOROS DE MATRIZES SUÍNAS DE GRANJAS QUE ABASTECEM O MERCADO CONSUMIDOR DE GOIÂNIA, ESTADO DE GOIÁS, BRASIL

Autores

  • Moema Pacheco Chediak Matos
  • Jurij Sobestiansky
  • Regiani Nascimento Gagno Pôrto
  • Maria Lúcia Gambarini Meirinhos

Resumo

O presente estudo foi realizado com o objetivo de verificar a ocorrência de anticorpos para Brucella sp em granjas produtoras de suínos que abastecem o mercado consumidor de Goiânia – GO. Nesse contexto foram envolvidas 40 granjas em 22 municípios, das quais 37 mantinham os animais em confinamento e em três os reprodutores e leitões eram mantidos ao ar livre; o número de matrizes variou de quatro a 750. De um total de 4.279 fêmeas em produção, foram colhidas 829 amostras de sangue, por meio de punção da veia cava cranial, e a ocorrência de anticorpos para Brucella sp foi determinada com auxílio do Card Test.Das 40 granjas envolvidas no estudo, em apenas uma (2,5%),o soro sangüíneo de um animal foi positivo. Conclui-se que a brucelose não representa problema sanitário importante nos rebanhos estudados. PALAVRAS-CHAVE: Suínos, brucelose, aglutininas, zoonose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-26

Como Citar

MATOS, M. P. C.; SOBESTIANSKY, J.; PÔRTO, R. N. G.; MEIRINHOS, M. L. G. OCORRÊNCIA DE ANTICORPOS PARA Brucella sp. EM SOROS DE MATRIZES SUÍNAS DE GRANJAS QUE ABASTECEM O MERCADO CONSUMIDOR DE GOIÂNIA, ESTADO DE GOIÁS, BRASIL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 5, n. 2, p. 105–108, 2006. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/321. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Medicina Veterinária