EFEITO DA MONENSINA SÓDICA SOBRE O PERFIL METABÓLICO DE OVELHAS ANTES E APÓS O PARTO

Autores

  • Elizabeth Hortêncio Ferreira Lima Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Reprodução de Ruminantes, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Campus Garanhuns, PE 55.292-270, Brasil.
  • Carla Lopes Mendonça Clínica de Bovinos, Campus Garanhuns, UFRPE, Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Cx. Postal 152, Garanhuns, PE 55.292-270, Brasil.
  • Jobson Filipe de Paula Cajueiro Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Reprodução de Ruminantes, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Campus Garanhuns, PE 55.292-270.
  • Cleyton Charles Dantas Carvalho Departamento de Medicina Veterinária, UFRPE, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE, 52.171-030, Brasil
  • Pierre Castro Soares Departamento de Medicina Veterinária, UFRPE, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE, 52.171-030, Brasil
  • Rodolfo José Cavalcanti Souto Programa de Pós-Graduação em Ciência Veterinária, UFRPE, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52.171-030, Brasil.
  • Ana Rita Fraga Drummond Laboratório de Fluidos, Instituto Tecnológico de Pernambuco (ITEP), Av. Prof. Luiz Freire 700, Curado, Recife, PE 50740-540, Brasil
  • José Augusto Bastos Afonso Clínica de Bovinos, Campus Garanhuns, UFRPE, Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Cx. Postal 152, Garanhuns, PE 55.292-270, Brasil. * Autor para correspondência: afonsojab@oi.com.br

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v17i1.28370

Palavras-chave:

Perfil energético, perfil proteico, ionóforos, ovinos, ácidos graxos voláteis

Resumo

O estudo foi realizado com o intuito de avaliar o efeito da monensina, suplementada a partir de 60 dias antes do parto (dap) e por 30 dias pós-parto, sobre o perfil metabólico e hormonal de ovelhas. As ovelhas prenhas (n=13), foram divididas, de forma aleatória, em dois grupos, um que recebeu a monensina (n=7) (30 mg/dia) e o controle (n=6). Amostras de sangue e fluido ruminal foram colhidas aos 60, 50, 40, 30, 20 e 10 dias antes do parto, no momento do parto e nos 10, 20 e 30 dias pós-parto. As variáveis mensuradas foram: glicose, frutosamina, ácidos graxos não esterificados (AGNEs), ?-hidroxibutirato, colesterol, triglicérides, proteína total, albumina, ureia e pesquisa de corpos cetônicos na urina. As determinações hormonais foram cortisol e a insulina. No fluido ruminal foi determinado o pH e a concentração dos ácidos graxos voláteis. Na análise estatística foi empregada a ANOVA e estudo de correlação (P<0,05). A monensina elevou (P<0,05) a concentração do propionato no rúmen e frutosamina e insulina no sangue. A administração da monensina promoveu melhora em alguns indicadores do balanço energético.
Palavras-chave: ácidos graxos voláteis; ionóforo; ovinos; perfil energético; perfil proteico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizabeth Hortêncio Ferreira Lima, Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Reprodução de Ruminantes, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Campus Garanhuns, PE 55.292-270, Brasil.

Aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Reprodução de Ruminantes, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Carla Lopes Mendonça, Clínica de Bovinos, Campus Garanhuns, UFRPE, Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Cx. Postal 152, Garanhuns, PE 55.292-270, Brasil.

Médica veterinária da Cllínica de Bovinos/UFRPE.

Jobson Filipe de Paula Cajueiro, Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Reprodução de Ruminantes, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Campus Garanhuns, PE 55.292-270.

Aluno de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Sanidade e Reprodução de Ruminantes, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Cleyton Charles Dantas Carvalho, Departamento de Medicina Veterinária, UFRPE, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE, 52.171-030, Brasil

Médico Veterinário do depto. de Medicina Veterinária, UFRPE.

Pierre Castro Soares, Departamento de Medicina Veterinária, UFRPE, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE, 52.171-030, Brasil

Prof. do Departamento de Medicina Veterinária, UFRPE.

Rodolfo José Cavalcanti Souto, Programa de Pós-Graduação em Ciência Veterinária, UFRPE, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52.171-030, Brasil.

Aluno de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência Veterinária, UFRPE.

Ana Rita Fraga Drummond, Laboratório de Fluidos, Instituto Tecnológico de Pernambuco (ITEP), Av. Prof. Luiz Freire 700, Curado, Recife, PE 50740-540, Brasil

Engenheira Química do Laboratório de Fluidos, Instituto Tecnológico de Pernambuco (ITEP), Av. Prof. Luiz Freire 700, Curado, Recife, PE 50740-540, Brasil.

José Augusto Bastos Afonso, Clínica de Bovinos, Campus Garanhuns, UFRPE, Av. Bom Pastor s/n, Boa Vista, Cx. Postal 152, Garanhuns, PE 55.292-270, Brasil. * Autor para correspondência: afonsojab@oi.com.br

Médico Veterinário da  Clínica de Bovinos, campus Garanhuns/UFRPE, desde de 1994.

Downloads

Publicado

2016-01-30

Como Citar

LIMA, E. H. F.; MENDONÇA, C. L.; CAJUEIRO, J. F. de P.; CARVALHO, C. C. D.; SOARES, P. C.; SOUTO, R. J. C.; DRUMMOND, A. R. F.; AFONSO, J. A. B. EFEITO DA MONENSINA SÓDICA SOBRE O PERFIL METABÓLICO DE OVELHAS ANTES E APÓS O PARTO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 17, n. 1, p. 105–118, 2016. DOI: 10.1590/cab.v17i1.28370. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/28370. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária