A TOXINA URÊMICA ÁCIDO GUANIDINICOACÉTICO INIBE O METABOLISMO OXIDATIVO DOS NEUTRÓFILOS DE CÃES

Autores

  • Priscila Preve Pereira Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba
  • Anelise Maria Bosco Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba
  • Breno Fernando Martins de Almeida Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba
  • Luis Gustavo Narciso Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba
  • Paulo César Ciarlini Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v16i4.28177

Palavras-chave:

Sanidade Animal

Resumo

Dentre as toxinas urêmicas que comprovadamente afetam a função neutrofílica na doença renalcrônica (DRC) em humanos, destacam-se os compostos guanidínicos. A fim de melhor entenderos mecanismos que afetam a imunidade de pacientes urêmicos, no presente estudo foi investigadain vitro a hipótese de que o composto guanidínico ácido guanidinicoacético (AGA) contribui parainibição do metabolismo oxidativo, aumentando a apoptose dos neutrófilos de cães saudáveis. Paratal, neutrófilos isolados de dez cães saudáveis foram incubados em meio de cultura RPMI 1640puro (controle) e enriquecido com 5 mg/L de AGA. Utilizando-se citometria de fluxo capilar paraa avaliação do metabolismo oxidativo, quantificou-se a produção de superóxido dos neutrófilosempregando-se a sonda hidroetidina, com e sem a presença do estímulo com acetato miristato deforbol (PMA). O índice apoptótico foi quantificado utilizando-se o sistema Anexina V-PE, com e semo efeito indutor da camptotecina. Os neutrófilos isolados e incubados em meio enriquecido com AGA,quando ativados com PMA, produziram uma menor quantidade de superóxido (p<0,001), porém talinibição do metabolismo oxidativo ocorreu sem alterar significativamente a viabilidade e a taxa deapoptose. Assim, os resultados evidenciam que os compostos guanidínicos podem contribuir paraimunossupressão de cães com DRC.

Palavras-chave: explosão respiratória; insuficiência renal; superóxido; uremia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Preve Pereira, Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba

faculdade de veterinária medicina pela universidade estadual paulista (UNESP) campus Araçatuba

Anelise Maria Bosco, Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba

faculdade de veterinária medicina pela universidade estadual paulista (UNESP) campus Araçatuba

Breno Fernando Martins de Almeida, Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba

faculdade de veterinária medicina pela universidade estadual paulista (UNESP) campus Araçatuba

Luis Gustavo Narciso, Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba

faculdade de veterinária medicina pela universidade estadual paulista (UNESP) campus Araçatuba

Paulo César Ciarlini, Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus Araçatuba

Professor doutor em patologia clínica no departamento de clínica, cirurgia e reprodução animal pela universidade estadual paulista (UNESP) campus Araçatuba.

Downloads

Publicado

2015-10-30

Como Citar

PEREIRA, P. P.; BOSCO, A. M.; ALMEIDA, B. F. M. de; NARCISO, L. G.; CIARLINI, P. C. A TOXINA URÊMICA ÁCIDO GUANIDINICOACÉTICO INIBE O METABOLISMO OXIDATIVO DOS NEUTRÓFILOS DE CÃES. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 16, n. 4, p. 560–566, 2015. DOI: 10.1590/cab.v16i4.28177. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/28177. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária