AVALIAÇÃO DA QUALIDADE BACTERIOLÓGICA DE OVOS DE GALINHA COMERCIALIZADOS EM GOIÂNIA, GOIÁS, BRASIL

Autores

  • Maria Auxiliadora Andrade
  • Marcos Barcellos Café
  • Valéria de Sá Jayme
  • Patrícia Tironi Rocha
  • Nadja Susana Mogyca Leandro
  • José Henrique Stringhini

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v5i4.26841

Palavras-chave:

Sanidade Animal

Resumo

Com o objetivo de avaliar a qualidade bacteriológica de ovos de galinha de diferentes origens, obtidos em granjas de postura comercial e comercializados em diversos pontos varejistas em Goiânia, Goiás, foram coletados ao acaso 816 ovos, totalizando 272 amostras, que foram encaminhadas ao Laboratório de Bacteriologia do Departamento de Medicina Veterinária da EV/UFG para o processamento bacteriológico do conteúdo líquido. Os resultados obtidos indicaram 110 (40,44%) amostras positivas, tendo sido isoladas e identificadas bactérias da família Enterobacteriaceae, sendo 4,46% de Salmonella spp e fungos Aspergillus spp. Ocorreu predominância de bacilos Gram-negativos, que podem causar alterações químicas elevar à deterioração microbiana, resultando em alterações organolépticas do ovo e representando potencial risco à saúde pública. Conclui-se que, para a redução de riscos alimentares, de origem microbiana, devem-se adotar medidas de biossegurança em toda a cadeia de produção de alimentos. PALAVRAS-CHAVE: Enterobacteriaceae, qualidade microbiológica, ovos de mesa, poedeiras comerciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-27

Como Citar

ANDRADE, M. A.; CAFÉ, M. B.; JAYME, V. de S.; ROCHA, P. T.; LEANDRO, N. S. M.; STRINGHINI, J. H. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE BACTERIOLÓGICA DE OVOS DE GALINHA COMERCIALIZADOS EM GOIÂNIA, GOIÁS, BRASIL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 5, n. 4, p. 221–228, 2006. DOI: 10.5216/cab.v5i4.26841. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/26841. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária