EFEITO DO TIPO DE CAPTURA DOS FRANGOS DE CORTE SOBRE A QUALIDADE DA CARCAÇA

Autores

  • Nadja S. Mogyca Leandro
  • Patrícia Tironi Rocha
  • José Henrique Stringhini
  • Mônica Schaitl
  • Rogério M. Fortes

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v2i2.268

Resumo

O experimento teve como objetivo avaliar a influência do tipo de captura de frango de corte sobre o número de contusões e fraturas hemorrágicas na carcaça, observadas no abatedouro. Utilizaram-se 10 lotes de 18.000 frangos, em granjas integradas. Testaram-se dois tipos de pega, pelo dorso e pelo pescoço, em frangos de corte com a idade média de abate de 45 dias. Foi aplicado o teste de Qui-Quadrado, usando-se a tabela de contigência 2x2. Os resultados demonstraram que o número de contusões e fraturas hemorrágicas foi significativamente maior nos lotes onde a captura das aves foi realizada pelo pescoço. PALAVRAS-CHAVE: Frango de corte, captura, qualidade de carcaça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-24

Como Citar

LEANDRO, N. S. M.; ROCHA, P. T.; STRINGHINI, J. H.; SCHAITL, M.; FORTES, R. M. EFEITO DO TIPO DE CAPTURA DOS FRANGOS DE CORTE SOBRE A QUALIDADE DA CARCAÇA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 2, n. 2, p. 97–100, 2006. DOI: 10.5216/cab.v2i2.268. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/268. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal