CULTIVO DE TAMBAQUI EM GAIOLAS DE BAIXO VOLUME: EFEITO DA DENSIDADE DE ESTOCAGEM NA PRODUÇÃO DE BIOMASSA

Autores

  • Luis Antonio Kioshi Aoki Inoue Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Amazônia Ocidental. Rod. AM 10, km 29, Manaus, AM, 69010 970.
  • Alcimara Chames Bezerra Centro Universitário Nilton Lins, Manaus, AM. Bolsistas Programa de Apoio à Iniciação Científica do Amazonas (PAIC/Fapeam), Embrapa Amazônia Ocidental
  • William Sandro Miranda Centro Universitário Nilton Lins, Manaus, AM. Bolsistas Programa de Apoio à Iniciação Científica do Amazonas (PAIC/Fapeam), Embrapa Amazônia Ocidental
  • Aleksander Westphal Muniz Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Amazônia Ocidental. Rod. AM 10, km 29, Manaus, AM, 69010 970.
  • Cheila Lima Boijink Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Amazônia Ocidental. Rod. AM 10, km 29, Manaus, AM, 69010 970.

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v15i4.26758

Palavras-chave:

Colossoma macropomum, piscicultura, crescimento, parasitas.

Resumo

A criação de peixes em gaiolas flutuantes na Amazônia Ocidental é um assunto de interesse inclusive governamental, pois traz à discussão a possibilidade do uso sustentável de grandes corpos de água da bacia amazônica, podendo, assim, beneficiar populações ribeirinhas com geração de trabalho e renda. O tambaqui é umas das espécies mais indicadas para esse fim por ser um peixe onívoro, bem apreciado no mercado consumidor local, além da demanda crescente, devido à redução dos estoques naturais pela pesca extrativista e desmatamento da mata ciliar nos arredores das grandes cidades nortistas como Manaus. Entretanto, mais informações básicas sobre a criação da espécie em gaiolas de baixo volume ainda são necessárias para o aperfeiçoamento e avanço da atividade. O presente trabalho estudou os efeitos de quatro densidades de estocagem (10, 20, 30 e 40 peixes/m3) no crescimento e na incidência de parasitas, monogêneas, nas brânquias do tambaqui cultivado em gaiolas de baixo volume (1m3). O estudo pode contribuir com mais informações elementares para a exploração racional dos recursos naturais amazônicos, o tambaqui e os grandes corpos de água. Os resultados mostram que é possível aumentar a produção de biomassa de tambaqui em gaiolas de baixo volume de 1m3 aumentando-se a densidade de estocagem até 40 peixes/m3, sem prejuízos no crescimento e aumento de carga parasitária nas brânquias dos peixes.

PALAVRAS-CHAVE: Colossoma macropomum; crescimento; parasitas ; piscicultura.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Antonio Kioshi Aoki Inoue, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Amazônia Ocidental. Rod. AM 10, km 29, Manaus, AM, 69010 970.

Eng Agronomo (1994)

MSc Aquicultura (1998)

Dr Ciências (2005)

Alcimara Chames Bezerra, Centro Universitário Nilton Lins, Manaus, AM. Bolsistas Programa de Apoio à Iniciação Científica do Amazonas (PAIC/Fapeam), Embrapa Amazônia Ocidental

Ciências Biológicas, Centro Universitário Nilton Lins

William Sandro Miranda, Centro Universitário Nilton Lins, Manaus, AM. Bolsistas Programa de Apoio à Iniciação Científica do Amazonas (PAIC/Fapeam), Embrapa Amazônia Ocidental

Ciências Biológicas, Centro Universitário Nilton Lins

Aleksander Westphal Muniz, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Amazônia Ocidental. Rod. AM 10, km 29, Manaus, AM, 69010 970.

Embrapa

Cheila Lima Boijink, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Amazônia Ocidental. Rod. AM 10, km 29, Manaus, AM, 69010 970.

Embrapa

Downloads

Publicado

2014-12-23

Como Citar

INOUE, L. A. K. A.; BEZERRA, A. C.; MIRANDA, W. S.; MUNIZ, A. W.; BOIJINK, C. L. CULTIVO DE TAMBAQUI EM GAIOLAS DE BAIXO VOLUME: EFEITO DA DENSIDADE DE ESTOCAGEM NA PRODUÇÃO DE BIOMASSA. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 15, n. 4, p. 437–443, 2014. DOI: 10.1590/cab.v15i4.26758. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/26758. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal