ALTERAÇÕES CLÍNICAS, HEMATOLÓGICAS, SEMINAIS E PARASITEMIA DE CAPRINOS MACHOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS COM Toxoplasma gondii

Autores

  • Luís Fernando Santana Pós-Graduando do Curso de Mestrado em Medicina Veterinária (Medicina Veterinária Preventiva), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP-Univ Estadual Paulista, Câmpus Jaboticabal, São Paulo, Brasil.
  • Roberta Cordeiro Gaspar Dept. Preventive Veterinary Medicine and Animal Reproduction, Faculty of Agricultural and Animal Sciences, São Paulo State University, Access Route Paulo Castellane, s/n, Jaboticabal, São Paulo, Brazil
  • Gabriel Augusto Marques Rossi Dept. Preventive Veterinary Medicine and Animal Reproduction, Faculty of Agricultural and Animal Sciences, São Paulo State University, Access Route Paulo Castellane, s/n, Jaboticabal, São Paulo, Brazil
  • Gabriel Antônio Nogueira Nascentes IFTM – Federal Institute of Education, Science and technology of Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brazil
  • Gilson Pereira de Oliveira CPPAR- Animal Health Research Center. Access - Dept. Veterinary Pathology, Faculty of Agricultural and Animal Sciences, São Paulo State University, Access Route Paulo Castellane, s/n, Jaboticabal, São Paulo, Brazil
  • Alvimar José da Costa CPPAR- Animal Health Research Center. Access - Dept. Veterinary Pathology, Faculty of Agricultural and Animal Sciences, São Paulo State University, Access Route Paulo Castellane, s/n, Jaboticabal, São Paulo, Brazil

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v16i3.26476

Palavras-chave:

Sanidade Animal

Resumo

A toxoplasmose é uma enfermidade parasitária que afeta o desempenho reprodutivo de pequenos ruminantes. Apesar de o ciclo de vida do Toxoplasma gondii ser bem conhecido desde 1960, alguns aspectos relacionados com a infecção permanecem obscuros. Este estudo objetivou determinar os efeitos da infecção experimental por T. gondii e a influência sobre parâmetros clínicos, hematológicos, parasitêmicos e seminais de machos da espécie caprina. Nove animais foram selecionados e distribuídos em três grupos: GI (n=3) – grupo controle (placebo) oralmente inoculados com solução salina; GII (n=3) – subcutaneamente inoculados com 1 x 106 taquizoítos de T. gondii; e GIII (n=3) – oralmente inoculados com 2 x 105 oocistos de T. gondii. Posteriormente, foram realizados exames clínicos, testes sorológicos, hemogramas, determinação de parasitemia e avaliação seminal. Em ambos os grupos infectados com o parasita, a maior titulação sorológica observada foi 4096, confirmando a ocorrência da infecção. Entretanto, não foram observadas alterações clínicas (exceto por hipertermia no 5º DPI em um dos animais - GIII) ou nos parâmetros hematológicos. Apesar de ocorrer diferença estatística significativa (P <0,05) na porcentagem de patologias e concentração espermática em algumas datas entre os animais controle e infectados, essas alterações não foram associadas ao parasitismo, mas a fatores ambientais e de manejo dos animais.

Palavras-chave: enfermidades reprodutivas; infecção experimental; pequenos ruminantes; RIFI; toxoplasmose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Fernando Santana, Pós-Graduando do Curso de Mestrado em Medicina Veterinária (Medicina Veterinária Preventiva), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP-Univ Estadual Paulista, Câmpus Jaboticabal, São Paulo, Brasil.

IFTM  – Federal Institute of Education, Science and technology of Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brazil

Downloads

Publicado

2015-07-30

Como Citar

SANTANA, L. F.; GASPAR, R. C.; ROSSI, G. A. M.; NASCENTES, G. A. N.; DE OLIVEIRA, G. P.; DA COSTA, A. J. ALTERAÇÕES CLÍNICAS, HEMATOLÓGICAS, SEMINAIS E PARASITEMIA DE CAPRINOS MACHOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS COM Toxoplasma gondii. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 16, n. 3, p. 399–409, 2015. DOI: 10.1590/cab.v16i3.26476. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/26476. Acesso em: 23 jun. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária