CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA E DA CARNE DE BOVINOS MESTIÇOS NÃO-CASTRADOS OU SUBMETIDOS A DIFERENTES MÉTODOS DE CASTRAÇÃO

Autores

  • Fabiano Nunes Vaz Universidade Federal de Santa Maria
  • João Restle
  • João Teodoro Pádua Universidade Federal de Goiás
  • Danielle Curado Santana Pires Morales Universidade Católica de Goiás
  • Paulo Santana Pacheco Universidade Federal de Santa Maria
  • Greicy Sofia Maysonnave Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

burdizzo, composição da carcaça, métodos de castração, qualidade da carne

Resumo

Objetivou-se com este estudo analisar os efeitos de diferentes métodos de castração de machos mestiços de raças de origem leiteira, sobre as características de carcaça e da carne, em comparação com animais não-castrados. Foram utilizados 84 machos, com idade média de dez meses, distribuídos em quatro grupos de 21 animais: castrados com o uso de burdizzo, por meio de incisão lateral na bolsa escrotal, por remoção do tampão (ápice da bolsa escrotal) ou não-castrados. O abate dos animais ocorreu em frigorífico comercial, aos 30 meses de idade. Animais não-castrados apresentaram maior peso de carcaça fria (208,0±6,2 kg) do que os castrados por diferentes métodos (média 192,0±6,4 kg). Não houve diferença para a espessura de gordura entre os grupos experimentais, mas quando a medida foi ajustada ao peso de carcaça, observou-se maior cobertura de gordura nos animais castrados com burdizzo (0,79±0,08 mm/100 kg) ou por incisão lateral (0,86±0,09 mm/100 kg) do que os não-castrados (0,61±0,05 mm/100 kg). A área de olho de lombo foi maior nos machos não-castrados (60,47±1,94 cm2) do que os castrados com burdizzo (50,41±3,18 cm2). Não houve diferença para as relações músculo/osso e músculo+gordura/osso entre os grupos, mas a relação músculo/gordura foi maior nos animais não-castrados em relação aos castrados pela remoção do tampão e estes superiores aos castrados por incisão lateral. Não houve diferença entre as características sensoriais da carne, mas o grau de marmoreio foi maior nos animais castrados com burdizzo (2,33±0,20 pontos) ou castrados pela remoção do tampão (2,39±0,20 pontos) do que os bovinos não-castrados (1,77±0,12 pontos). O método de castração em bovinos mestiços de origem leiteira abatidos com peso reduzido não promove alterações na qualidade da carcaça e da carne dos animais, mas animais não-castrados apresentam maiores peso de abate e peso de carcaça fria, alem de maior porcentagem de músculo na carcaça e melhor relação músculo/gordura do que os castrados.

PALAVRAS-CHAVE: Burdizzo; composição da carcaça; métodos de castração; qualidade da carne.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Nunes Vaz, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Educação Agrícola e Extensão Rural - DEAER

Paulo Santana Pacheco, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Zootecnia

Greicy Sofia Maysonnave, Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-Graduação em Zootecnia

Downloads

Publicado

2014-12-23

Como Citar

VAZ, F. N.; RESTLE, J.; PÁDUA, J. T.; MORALES, D. C. S. P.; PACHECO, P. S.; MAYSONNAVE, G. S. CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA E DA CARNE DE BOVINOS MESTIÇOS NÃO-CASTRADOS OU SUBMETIDOS A DIFERENTES MÉTODOS DE CASTRAÇÃO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 15, n. 4, p. 428–436, 2014. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/26218. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Produção Animal