ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS E TRATAMENTO DA TUNGÍASE BOVINA NO MUNICÍPIO DE JATAÍ, ESTADO DE GOIÁS

Autores

  • Luiz Antônio Franco da Silva
  • Ângela Patrícia Santana
  • Gabriela Teixeira Borges
  • Guido Fontgalland Coelho Linhares
  • Maria Clorinda Soares Fioravanti
  • Rogério Elias Rabelo

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v2i1.253

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo relatar a ocorrência de tungíase em bovinos oriundos de seis propriedades rurais localizadas na região sudoeste do Estado de Goiás. De um total de 550 animais examinados clinicamente, 375 (68%) apresentavam lesões características da tungíase. Constatou-se que as extremidades distais dos membros locomotores, especialmente a zona de crescimento do casco, o espaço interdigital e a região dos talões, foram os locais mais acometidos. Através de enucleação cirúrgica, foram colhidas algumas amostras das lesões para o exame microscópico, que permitiu a identificação morfológica das fêmeas ovígeras de Tunga penetrans. Em 43 vacas, observaram-se também lesões típicas nos tetos, sendo que quatro apresentavam mastite clínica. Alguns animais claudicavam durante a marcha. PALAVRAS-CHAVE: Bovino, Tunga, tungiase, Siphonaptera.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-23

Como Citar

SILVA, L. A. F. da; SANTANA, Ângela P.; BORGES, G. T.; LINHARES, G. F. C.; FIORAVANTI, M. C. S.; RABELO, R. E. ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS E TRATAMENTO DA TUNGÍASE BOVINA NO MUNICÍPIO DE JATAÍ, ESTADO DE GOIÁS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 2, n. 1, p. 65–67, 2006. DOI: 10.5216/cab.v2i1.253. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/253. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária