AVALIAÇÕES DA PARASITEMIA, HEMATÓCRITO E NÍVEIS ENZIMÁTICOS DE BEZERROS NELORE (Bos indicus), INOCULADOS COM ISOLADOS DE Babesia bigemina (Smith & Kilborne, 1893), DAS REGIÕES SUL, SUDESTE, CENTRO-OESTE, NORDESTE E NORTE DO BRASIL

Autores

  • Dirson Vieira
  • Carla Lopes Mendonça
  • Aguemi Kahayagawa
  • Cláudio Roberto Madruga
  • Pedro Luiz Bicudo
  • Maria Aparecida Schenki
  • Raul Kessler

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v1i2.247

Resumo

Avaliaram-se a parasitemia e os níveis de aspartato amino-transferase (AST), gama glutamil-transferase (GGT), glutamil desidrogenase (GLDH) e fosfatase alcalina (FA), de bezerros Nelore (Bos indicus) inoculados com isolados de Babesia bigemina das cinco regiões fisiográficas do Brasil. Constatou-se que os diferentes isolados desenvolveram baixa parasitemia nos animais experimentalmente inoculados e que não houve variação nos níveis das enzimas séricas estudadas. PALAVRAS-CHAVES: Parasitemia, Bos indicus, Babesia bigemina, enzimas séricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-23

Como Citar

VIEIRA, D.; MENDONÇA, C. L.; KAHAYAGAWA, A.; MADRUGA, C. R.; BICUDO, P. L.; SCHENKI, M. A.; KESSLER, R. AVALIAÇÕES DA PARASITEMIA, HEMATÓCRITO E NÍVEIS ENZIMÁTICOS DE BEZERROS NELORE (Bos indicus), INOCULADOS COM ISOLADOS DE Babesia bigemina (Smith & Kilborne, 1893), DAS REGIÕES SUL, SUDESTE, CENTRO-OESTE, NORDESTE E NORTE DO BRASIL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 127–135, 2006. DOI: 10.5216/cab.v1i2.247. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/247. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária