UTILIZAÇÃO DA SILAGEM DE RESTOS CULTURAIS DO ABACAXIZEIRO EM SUBSTITUIÇÃO À SILAGEM DE CANA-DE-AÇÚCAR NA ALIMENTAÇÃO DE OVINOS

Autores

  • Sandro Castro Santos UFG
  • Juliano José de Resende Fernandes UFG
  • Eduardo Rodrigues Carvalho IFGOIANO
  • Vinicius Nunes de Gouvea ESALQ
  • Milton Moreira Lima UFG
  • Miguel Joaquim Dias UFG

DOI:

https://doi.org/10.1590/cab.v15i4.22937

Palavras-chave:

frutas tropicais, ovinos, Santa Inês, subprodutos de indústria

Resumo

Avaliou-se a taxa de desaparecimento e a digestibilidade da silagem de restos culturais do abacaxizeiro (SRA) em substituição à silagem de cana-de-açúcar aditivada com 0,5% de ureia (SC) na alimentação de ovinos. Foram utilizados cinco cordeiros, raça Santa Inês, alocados em delineamento experimental quadrado latino 5X5, alimentados com dietas contendo 13,5% de PB e 63,0% de NDT. Foram avaliadas cinco dietas definidas da seguinte forma: 100% de SRA: 0% SC (100A); 75% SRA: 25% SC (75A); 50% SRA: 50% SC (50A); 25% SRA: 75% SC (25A) e 0% SRA: 100% SC(0A). Não houve diferença (P>0,05) entre os tratamentos para consumo de matéria-seca, digestibilidade da matéria seca (DMS) e para a digestibilidade da fibra em detergente neutro (DFDN) com a adição de SRA. Houve aumento (P<0,05) da taxa de desaparecimento de MS (Kd,%/h) do rúmen com a adição de SRA e o pH ruminal diminuiu (P<0,05) de forma linear com a adição de SRA. Em função da taxa de desaparecimento de MS do rúmen, digestibilidade e consumo de MS pode-se utilizar a silagem de restos culturais do abacaxizeiro (SRA) em substituição à silagem de cana-de-açúcar+0,5% ureia (SC) na alimentação de ovinos.

PALAVRAS-CHAVE: frutas tropicais; ovinos; Santa Inês; subprodutos de indústria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-23

Como Citar

SANTOS, S. C.; FERNANDES, J. J. de R.; CARVALHO, E. R.; GOUVEA, V. N. de; LIMA, M. M.; DIAS, M. J. UTILIZAÇÃO DA SILAGEM DE RESTOS CULTURAIS DO ABACAXIZEIRO EM SUBSTITUIÇÃO À SILAGEM DE CANA-DE-AÇÚCAR NA ALIMENTAÇÃO DE OVINOS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 15, n. 4, p. 400–408, 2014. DOI: 10.1590/cab.v15i4.22937. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/22937. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal