ÁREA DE USO DE Hydrochoerus hydrochaeris L. EM AMBIENTE URBANO, CURITIBA, PARANÁ, BRASIL

Autores

  • Ariádina Reis Almeida Prefeitura Municipal de Curitiba, Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Divisão de Museu de História Natural Capão da Imbuia
  • Daniela Biondi Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciênicas Agrárias, Departamento de Ciências Florestais

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v15i3.19663

Palavras-chave:

vestígios, território, área verde urbana

Resumo

As capivaras são bastante comuns nas áreas verdes da capital do Estado do Paraná, que apresentam lagos e rios dentro de seus limites. Este estudo objetivou analisar a área de uso de uma população de capivaras em uma destas áreas, o Parque Municipal Tingui. Para este fim, foram coletados dados dos registros diretos da presença dos animais e de vestígios deixados por eles na área de estudo, além de observações do comportamento social da espécie. As coordenadas geográficas dos pontos onde foram observados os vestígios ou a presença direta dos animais foram plotadas no mapa do Parque Tingui. Os resultados mostraram que as capivaras utilizaram toda extensão do parque, porém, ocorreu uma maior concentração de visualizações, de fezes e de marcação de território na região norte do parque, indicando essa como a área de maior uso pelas capivaras. Quanto ao comportamento, os resultados evidenciaram ocorrências de conflitos entre os animais que podem estar relacionados à competição por território.

PALAVRAS-CHAVE: área verde urbana; território; vestígios.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-09-28

Como Citar

ALMEIDA, A. R.; BIONDI, D. ÁREA DE USO DE Hydrochoerus hydrochaeris L. EM AMBIENTE URBANO, CURITIBA, PARANÁ, BRASIL. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 15, n. 3, p. 369–376, 2014. DOI: 10.5216/cab.v15i3.19663. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/19663. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária