ASPECTOS HEMODINÂMICOS DA CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA EM CÃES

Autores

  • Sheila Nogueira Ribeiro Knupp Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Daniela Fantini Vale UENF
  • Guilherme Soares Monteiro UENF
  • Mônica Jorge Luz UENF
  • Jussara Peters Sheffer UENF
  • André Lacerda Oliveira UENF

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v15i2.18110

Palavras-chave:

Cães, circulação extracorpórea, cardiologia veterinária, cirurgia.

Resumo

A circulação extracorpórea (CEC) promove alterações graves no organismo do paciente que necessita ser submetido a esse procedimento, que pode, no entanto, ser contornadas ou minimizadas com manobras específicas para cada situação. Apesar de ser uma técnica já estabelecida na medicina humana, ainda existem avanços a serem alcançados. Objetivou-se com este trabalho descrever a técnica de circulação extracorpórea e informar seus efeitos hemodinâmicos quando aplicada em cães. Utilizaram-se quatro cães hígidos, sem raça definida. Os animais foram submetidos à anestesia e monitoramentos e coletas sanguíneas foram realizadas (T0). Em seguida, os animais foram submetidos à esternotomia mediana, canulação da artéria aorta e veias cava cranial e caudal e mantidos por um período de 30 minutos em CEC (T1), foram, depois, desconectados da máquina de CEC, permanecendo por 30 minutos em processo de reperfusão (T2), seguidos de uma hora de reperfusão (T3), sendo, então, eutanasiados. Avaliaram-se os seguintes parâmetros: pressão arterial média, pressão venosa central, oxigenação (SaO2) e capnografia (ETCO2). PAM, PVC e SaO2 permaneceram dentro da normalidade durante os tempos avaliados, já a média observada do ETCO2 estava abaixo apenas em um dos animais experimentais, porém os valores mantiveram-se dentro da normalidade na maioria dos animais experimentais. Concluiu-se que a CEC é possível de ser realizada em cães, sem prejuízos hemodinâmicos graves, considerando-se os parâmetros avaliados neste experimento.

PALAVRAS-CHAVE: Cães, circulação extracorpórea, cardiologia veterinária, cirurgia.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sheila Nogueira Ribeiro Knupp, Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)

Graduação em Medicina Veterinária/UFES

Mestrado em Ciência Animal/UENF

Daniela Fantini Vale, UENF

Graduação em Medicina Veterinária/ UFV

Residência em Cirurgia Veterinária/UNIUBE/ FAZU/ ABCZ

Mestrado em Ciência Animal/UENF

Doutoranda em Ciência Animal/UENF

Guilherme Soares Monteiro, UENF

Graduação em Medicina Veterinária/UFF

Mestrando em ciência animal/UENF

Mônica Jorge Luz, UENF

Graduação em Medicina Veterinária/UENF

Residência em Clínica Médica de Pequenos Animais/UNIUBE/ FAZU/ ABCZ

Mestrado em Ciência Animal/Uenf

Doutoranda em Ciência Animal/UENF

Jussara Peters Sheffer, UENF

Graduação em Medicina Veterinaria pela Universidade Presidente Antônio Carlos

Especialização Latu-Senso Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais

Mestranda em Ciência Animal/UENF

André Lacerda Oliveira, UENF

Graduação em Medicina Veterinária/UFF

Mestrado em Medicina Veterinária/ UFRRJ

Doutorado em Medicina (Cirurgia Geral)/UFRJ

Pós-Doutorando na Fundação Universitária de Cardiologia/Instituto de Cardiologia de Porto Alegre

Downloads

Publicado

2014-06-29

Como Citar

RIBEIRO KNUPP, S. N.; VALE, D. F.; MONTEIRO, G. S.; LUZ, M. J.; SHEFFER, J. P.; OLIVEIRA, A. L. ASPECTOS HEMODINÂMICOS DA CIRCULAÇÃO EXTRACORPÓREA EM CÃES. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 15, n. 2, p. 200–206, 2014. DOI: 10.5216/cab.v15i2.18110. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/18110. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Medicina Veterinária