PROTOZOÁRIOS RUMINAIS DE NOVILHOS DE CORTE CRIADOS EM PASTAGEM TROPICAL DURANTE O PERÍODO SECO

Autores

  • Kellerson Luiz Silva Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Eduardo Robson Duarte Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Claudio Eduardo Silva Freitas Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Flávia Oliveira Abrão Doutoranda Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais
  • Luciana Castro Geraseev Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5216/cab.v15i3.17714

Palavras-chave:

Pecuária de corte. Ciliados. Microbiota ruminal. Semiárido. Brachiaria spp.

Resumo

Protozoários do rúmen podem representar 40% do nitrogênio total e 60% do produto final da fermentação e apresentam atividade celulolítica. Neste estudo, objetivou-se quantificar e identificar as populações de protozoários no rúmen de novilhos, criados exclusivamente em pastagem, durante o período seco do ano, no Norte de Minas Gerais. Amostras do suco ruminal de 36 novilhos mestiços Nelore foram coletadas diretamente do rúmen, após o abate, durante o inicio, meio ou fim do período de estiagem. Para conservação dos protozoários, 1 mL do suco ruminal foi diluído em 9 mL de solução de formaldeido a 10%. Posteriormente, foram realizadas diluições decimais em solução salina e contagem de protozoários pequenos, médios e grandes em câmara de Sedgewick Rafter. As concentrações de protozoários foram transformadas em log10 (x+1) e submetidas à análise de variância e as médias comparadas com teste de Duncan. As frequências dos gêneros foram comparadas com o teste do qui-quadrado. As médias da concentração total e de pequenos e médios protozoários diminuíram significativamente com o decorrer do período seco; entretanto, os grandes protozoários não apresentaram alterações na concentração média durante os três períodos avaliados. Foram identificados 7749 protozoários, pertencentes a 17 gêneros diferentes. Observou-se que os gêneros Charonina e Entodinium apresentaram alta ocorrência no início, meio e final do período da seca (p<0,05), indicando a participação desses ciliados em bovinos alimentados exclusivamente a pasto, durante esse  período do ano.

PALAVRAS-CHAVE: Brachiaria spp., ciliados, microbiota ruminal, pecuária de corte, semiárido.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Robson Duarte, Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais

Médico Veterinário, Doutor em Ciências Biológicas,

Professor de Microbiologia e Parasitologia no Curso de Zootecnia de UFMG.

Prof do Mestrado em Ciências Agrárias da UFMG

Downloads

Publicado

2014-09-27

Como Citar

SILVA, K. L.; DUARTE, E. R.; FREITAS, C. E. S.; ABRÃO, F. O.; GERASEEV, L. C. PROTOZOÁRIOS RUMINAIS DE NOVILHOS DE CORTE CRIADOS EM PASTAGEM TROPICAL DURANTE O PERÍODO SECO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 15, n. 3, p. 259–265, 2014. DOI: 10.5216/cab.v15i3.17714. Disponível em: https://revistas.ufg.br/vet/article/view/17714. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Produção Animal